Citation
Conexão Subterrânea

Material Information

Title:
Conexão Subterrânea
Series Title:
Conexão Subterrânea
Creator:
Redespeleo (Brazil)
Publisher:
Redespeleo (Brazil)
Publication Date:
Language:
Portuguese

Subjects

Subjects / Keywords:
Regional Speleology ( local )
Genre:
serial ( sobekcm )
Location:
Brazil

Notes

General Note:
Nesta edição você saberá mais sobre os seguintes assuntos: - Redespeleo lança livro histórico sobre Michel Le Bret - Garimpo de veios de quartzo ameaça gruta da Morena - Parque municipal em Pains protegerá área cárstica - Ibama/CECAV realiza operação de fiscalização em cavernas paranaenses - UPE retoma trabalhos na região do Farto - PETAR - Escola argentina de espeleologia realiza seu quarto módulo de cursos - Expedição franco-peruana descobre evidência de sacrifícios humanos entre indios chachapoyas - Ossos de Neandertais datados em 30 mil anos são encontrados em caverna na Romênia - Jogos mundiais de espeleologia na Espanha são dominados por espeleólogos do leste europeu - Praga de morcegos causa problemas em cidade americana - Homem morre após queda em trilha de acesso a caverna americana - Nova expedição a Krubera revisa dados espeleométricos sobre a caverna - Neandertais sobreviveram por 2 mil anos em enclave no sul da Espanha - Caverna na China atinge 983 m de profundidade - Suspeitos de vandalismo em caverna são presos nos Estados Unidos
Restriction:
Open Access
Original Version:
No. 42 (2006)
General Note:
See Extended description for more information.

Record Information

Source Institution:
University of South Florida Library
Holding Location:
University of South Florida
Rights Management:
All applicable rights reserved by the source institution and holding location.
Resource Identifier:
K26-01206 ( USFLDC DOI )
k26.1206 ( USFLDC Handle )
12597 ( karstportal - original NodeID )
1981-1594 ( ISSN )

USFLDC Membership

Aggregations:
Karst Information Portal

Postcard Information

Format:
Serial

Downloads

This item has the following downloads:


Full Text

PAGE 1

Nmero 42, 16 de novembro de 2006 ARedespeleo Brasil tem o prazer de convidar a todos para o lanamento de seu quarto livro, desta vez abordando um tema relacionado histria da espeleologia brasileira e mundial: Michel Le Bret, francs e brasileiro, espelelogo e desenhista. O livro bilnge (portugus e francs), organizado por Leda Zogbi e Augusto Auler, conta, atravs de desenhos e narrativas do prprio LeRedespeleo lana livro histrico sobre Michel Le Bret Divulgao Bret, contextualizados pelos autores, a fascinante histria de cinco dcadas de aventura nas cavernas da Europa e do Brasil. O lanamento ser realizado no dia 29 de novembro prximo, quartafeira na Crepon, Bar e Crperie, Rua Paulistnia, 602, prximo Estao Vila Madalena do metr. Horrio: das 19h00 s 23h. Alm deste lanamento, estaro disponveis venda as trs outras publicaes da Redespeleo Brasil. Venha comemorar conosco mais esta realizao!!Parque municipal em Pains, proteger rea crstica Um novo parque municipal na regio crstica de Pains, pequena cidade no centro leste de Minas Gerais, foi recentemente criado. O parque, de pequena rea (apenas cerca de 17 mil metros quadrados), localiza-se anexo zona urbana de Pains. A iniciativa extremamente importante em uma regio em que a riqueza do patrimnio espeleolgico anda passo a passo com a acelerada destruio do mesmo. Planeja-se para o parque, denominado Parque Natural Municipal Dona Ziza, a instalao de um centro de educao ambiental, alm de museu que exporia acervo relacionado arqueologia, espeleologia e paleontologia desta importante rea crstica. Fonte: Estado de Minas 16/10/2006. Agruta da Morena, localizada no municpio de Cordisburgo (MG) uma das mais importantes cavernas dos arredores de Belo Horizonte. Esta notvel caverna tem sido vtima de uma forma at ento pouco conhecida de impacto ambiental. Uma recente visita por membros do Grupo Bambu de Pesquisas Espeleolgicas identificou algumas reas onde est ocorrendo a minerao artesanal de veios de quartzo. Marcas de vela, fuligem e setas nas paredes e tetos e, principalmente, muito impacto nas paredes para extrair o quartzo podem ser observados na caverna. de extrema urgncia que sejam estabelecidas formas para controlar o fluxo de pessoas e visitantes nesta caverna, dado o volume de visitantes mensais que a mesma recebe, de acordo com informaes locais. Este tipo de agresso ambiental demanda uma ao por parte das autoridades. Uma denncia j foi encaminhada Polcia Federal e aos rgos competentes. Fonte: Relatrio interno Grupo Bambu 05/11/2006. Garimpo de veios de quartzo ameaa gruta da Morena Drusa de Quartzo GarimpadaThiago Lima Thiago Lima Pequenos blocos de quarzto retirados do veio Alexandre Carmargo

PAGE 2

OCECAV est desenvolvendo no Paran, em conjunto com a Diretoria de Proteo Ambiental DIPRO/IBAMA, a Superintendncia do IBAMA no estado e com diversos rgos pblicos locais (IAP, MINEROPAR, DNPM/PR, MPF/PR), uma operao de vistoria e fiscalizao em reas de potencial espeleolgico, para atendimento de denncias sobre possveis impactos s cavernas locais ocasionados por atividades de minerao irregulares, baseada nas informaes do Cadastro Paranaense de Cavernas, mantido pelo Grupo de Estudos Espeleolgicos do Paran Aungui. A Operao Cavernas do Paran 1, como foi batizada pelo IBAMA, est centrada em municpios localizados na Provncia Espeleolgica do Vale do Ribeira e na rea do Aqfero Karst (especialmente na regio metropolitana de Curitiba). Com a participao de vrios tcnicos do IBAMA (Sede, CECAV Sede e Ncleos, SUPES de MG, SUPES de SP, SUPES do MT e Escritrio Regional de Londrina/PR), esta a maior operao de fiscalizao j rea-IBAMA/CECAV realiza operao de Fiscalizao em Cavernas Paranaenseslizada em cavernas parananenses. Com essa operao o CECAV, ao regularizar as atividades de minerao em reas de potencial espeleolgico, alm de tentar resolver um problema ambiental srio no Paran, espera padronizar e normatizar a fiscalizao de cavernas no pas criando um procedimento a ser seguido por fiscais e tcnicos do IBAMA por todo o Brasil, qui, servindo de modelo para rgos estaduais e municipais de meio ambiente. Fonte: Site Cecav 13/11/2006 Foi finalizado em Malarge, Argentina, o quarto mdulo do ciclo letivo 2006, Nvel 2, da Escola Argentina de Espeleologia. Estiveram inscritos 17 alunos de diversas provncias argentinas, alm de participantes do Paraguai. As atividades prticas, nas reas deEscola argentina de espeleologia realiza seu quarto mdulo de cursos espeleoturismo, fotografia, cadastramento e coleta de solo para estudos biolgicos, foram realizadas nas cavernas de los Jotes e Salinillas. O quinto mdulo do curso ser realizado em dezembro prximo. Fonte: Carlos Benedetto, email 24/10/2006.Aexpedio organizada pelo grupo francs Bagnols Marcoule (GSBM), conhecido por vrias expedies no Brasil e a equipe espeleolgica Andino de Lima (ECA) localizaram, em grutas no nordeste dos Andes peruanos, provas de que os ndios Chachapoyas praticavam sacrifcios humanos antes da chegada dos espanhis. Prximo a algumas runas foram descobertos crnios humanos ao fundo de um abismo. Os crnios apresentam marcas de impacto, indicando que foram sacrificados. Esta a primeira evidncia de sacrifcio humano no povo Chachapoya, extinto por volta de 1470. A expedio espeleolgica teve que lutar contra o clima adverso e a altitude (cerca de 3000 m), em sua quarta investida no pas andino. O potencial da rea , ainda, muito grande. Fonte: France Presse 24/10/2006.Expedio franco-peruana descobre evidncia de sacrifcios humanos entre ndios chachapoyas Leandro Valentim Milanez Unio Paulista de EspeleologiaAgruta do Engenho do Farto foi registrada em 1909 pelo paleontlogo Ricardo Krone, que a denominou, na poca, de Fartinho. Krone supunha haver uma ligao entre esta gruta e o Ribeiro do Farto, na Gruta do Farto. Porm, em 1971, uma equipe do CAP, comandada por Peter Slavec, localizou as grutas com preciso e descobriu o engano (Fonte: Espeleo Tema Reedio Histrica Boletim Informativo n6, pg.3). Em 1972 as grutas foram mapeadas por Peter Slavec, Luiz G. Assuno e Hilda M. de Brito, todos integrantes do Clube Alpino Paulista (CAP). Neste mesmo ano os Irmos Breno e Isaac Chvaicer realizaram sondagens no sifo Jos Luiz, situados nas proximidades. Eles constataram que do sumidouro do rio do Fartinho at o sifo Jos Luiz so cerca de 1200 metros em linha reta, ou seja, no mnimo 2.000 metros de gruta. A sondagemUPE retoma trabalhos na regio do Farto PETARalcanou 18 metros de mergulho horizontal, at um pequeno salo com paredes em forma de chamin. Este foi o primeiro mergulho em cavernas registrado na historia do CAP (Fonte: Relatrio Peter Slavec, Maio de 1972 Biblioteca UPE). Em 1997 a UPE (Unio Paulista de Espeleologos) organizou vrias sadas e a gruta Fartinho foi topografada, mas infelizmente os dados deste trabalho foram perdidos. Em setembro de 2006, a UPE retomou os trabalhos na referida regio. Nesta primeira investida, duas grutas foram visitadas, uma delas inclusive com marcas do CAP, mas apenas uma foi topografada em sua totalidade, pois a segunda exigia, logo na sua entrada, de auxlio de cordas. A equipe no identificou nenhuma delas como sendo as grutas do Farto ou do Fartinho, sendo que outra investida esta programada para novembro.Divulgao

PAGE 3

Ossos de Neandertais datados em 30 mil anos so encontrados em caverna na RomniaSeis ossos datados de 30 mil anos atrs colocam em dvida o lugar ocupado pelos Neandertais na histria evolutiva humana moderna. A anlise dos restos encontrados na caverna Pestera Muierii, na Romnia, sugere que a espcie se misturou ao Homo sapiens e contribuiu para o arranjo do cdigo gentico dos humanos modernos. De acordo com Erik Trinkaus, da Universidade de Washington, poucos fsseis de humanos modernos descobertos na Europa tm mais de 28 mil anos. A anlise dos ossos mostrou que mesclam caractersticas prprias ao Homo sapiens e aos Neandertais. Entre os traos comuns esto um largo osso ocipital, mandbulas baixas e omoplatas. Trinkaus comentou no artigo publicado no Proceedings of the National Academy of Sciences que "estes dados reforam o mosaico da natureza dos ancestrais europeus modernos e a dinmica reprodutiva complexa da espcie quando se dispersou pela Europa". Os Neandertais, que surgiram na Europa por volta de 400 mil anos atrs, conviveram por algum tempo com os Homo sapiens estes surgidos h cerca de 40 mil anos. Os ltimos Neandertais desapareceram por volta de 24 mil anos de seu refgio na Pennsula Ibrica (veja artigo neste nmero). O artigo de Trinkaus sugere, portanto, que houve cruzamento entre estas espcies, opinio que muito contestada por alguns pesquisadores. Segundo Clive Gamble, do Royal Holloway de Londres, a nica maneira de assegurar a existncia de intercruzamento seria pela anlise de DNA. Fonte: Jornal do Brasil 01/11/2006.Jogos mundiais de espeleologia na Espanha so dominados por espelelogos do leste europeu Apergunta "quem ser o primeiro campeo mundial de espeleologia?" foi respondida durante os jogos mundiais de espeleologia em Sevilha, Espanha, realizados entre 15 e 17 de setembro. Todos os primeiros e segundos colocados nas trs modalidades, velocidade (asceno de 30 m), resistncia (asceno de 120 m) e circuito vertical so da Rssia ou Ucrnia. Os resultados completos podem ser acessados na home page do evento: www.sevilla2006.com Fonte: Federao Espanhola de Espeleologia, 19/09/2006. Homem morre aps queda em trilha de acesso a caverna americana Um homem com aproximadamente 40 anos de idade faleceu em circunstncias pouco claras ao sair da caverna turstica de Timpanogos, no Monumento Nacional de mesmo nome no estado americano de Utah. Aparentemente o homem, cujo nome no foi divulgado, caiu cerca de 130 metros quando tentava resgatar uma criana com 3 anos de idade que havia se acidentado na trilha. A criana foi resgatada com vida e levada de helicptero para um hospital. O resgate do homem requereu vrias horas de trabalho devido s dificuldades do local. Fonte: Daily Herald 26/09/2006.Praga de morcegos causa problemas em cidade americanaAs grandes manses histricas da cidade de Americus, no sul dos Estados Unidos, esto infestadas por milhes de morcegos tantos que o cu fica preto a cada pr-do-sol. Esta situao deu at origem a um "removedor de morcegos", o Sr. George Perkins, que anda fantasiado de "cavaleiro das trevas" e dirige um "batmvel". Mas a populao no acha a situao divertida, devido ao grande acmulo de fezes. A situao vem piorando e o Sr. Perkins no consegue mais conter o aumento dos quirpteros, apesar do governo estar tentando buscar uma soluo criando um programa para remover os morcegos para "morcegrios". Os morcegos tm sua origem em cavernas do Texas e outras reas do oeste americano. Segundo especialistas, os morcegos esto se deslocando para o sudeste do pas j h trs dcadas, atrados pelas casas velhas, cheias de vos e reentrncias. Os morcegos partem em revoada ao anoitecer, mantendo a cidade livre de insetos. Mas retornam para as casas ao amanhecer, onde urinam e criam pilhas de fezes malcheirosas. A lei do Estado da Gergia probe matar morcegos: a pena de at um ano de cadeia e uma multa de US$ 1.000. Fonte: Ambiente Brasil 03/11/2006. Divulgao Divulgao

PAGE 4

Comisso Editorial: Augusto Auler, Ericson C. Igual, Leda Zogbi, Luis Fernando S. Rocha, Renata Andrade, Renata Shimura. Diagramao: Carlos H. Maldaner. Logotipo: Daniel Menin. Artigos assinados so de responsabilidade dos autores. Artigos no assinados so de responsabilidade da comisso editorial. A reproduo de artigos aqui contidos depende de autorizao dos autores e deve ser comunicada REDESPELEO BRASIL ( conexao@redespeleo.org ). Conexo Subterrnea pode ser repassado, desde que de forma integral, para outros e-mails ou listas de discusso.Expediente Neandertais sobreviveram por 2 mil anos em enclave no sul da EspanhaAfascinante histria da extino dos Neandertais ganha um novo captulo com a publicao de um artigo na importante revista cientfica Nature. Neste estudo, evidncias arqueolgicas indicam que os Neandertais sobreviveram em uma caverna em Gibraltar, no sul da Espanha, por um perodo de cerca de 2 mil anos alm da data anteriormente aceita para sua extino. As dataes indicam que os vestgios de fogueira na caverna Gorham possuem entre 24 e 28 mil anos. A extino dos Neandertais um tema que fascina os cientistas. No se sabe ao certo se a chegada dos Homo sapiens os afetou devido proliferao de doenas, devido competio por espao ou comida ou mesmo se sua extino deveu-se a mudanas climticas. Em Gibraltar, no h evidncias de que os dois grupos de humanos tenham convivido. Cerca de 5 mil anos os separam. A principal crtica ao trabalho diz respeito confiabilidade das dataes. Alguns experts questionam se estas idades no estariam contaminadas com material mais recente, fornecendo assim uma idade irreal. Fonte: Madera Tribune 13/09/2006. Caverna na China atinge 983 m de profundidade Notcias veiculadas em listas de discusso anunciam que foi efetuada a conexo entre as cavernas Lanmu Dong e Qikeng Dong. O sistema resultante desta conexo possui cerca de 19 kmNova expedio a Krubera revisa dados espeleomtricos sobre a cavernaNo perodo entre 19 de agosto e 20 de setembro a Associao Espeleolgica Ucraniana realizou mais uma expedio mais profunda caverna do mundo, Krubera, localizada no macio de Arabika, Abkhazia. O objetivo da expedio, alm de explorar novas reas, centrava-se em conferir a preciso do mapeamento, cujos dados tem causado alguma polmica. Uma das descobertas mais importantes deu-se em uma galeria lateral a -250 m. Um desmoronamento foi ultrapassado e a equipe parou a -1004 m de profundidade, por falta de cordas. Na poro mais profunda da caverna, o trecho ps-sifo a -1980 m foi remapeado at outro sifo que foi, tambm, mergulhado. A profundidade total da caverna passa a ser, portanto, de -2158 m. Este ponto est a apenas 100 m acima do nvel do mar, porm a mais de 12 km do local da ressurgncia no Mar Negro. Vrias outras galerias laterais foram exploradas. Trabalhos de mapeamento utilizando nveis de gua mostraram que a preciso do atual mapeamento aceitvel, sendo os erros de apenas 1%. Desta forma a profundidade final da caverna, de -2158 m, possui margens de erros aproximadas de 22 m. Fonte: Call of the Abyss Project 30/09/2006. de extenso e 983 m de profundidade. Os trabalhos esto sendo efetuados por uma expedio composta majoritariamente por espelelogos britnicos. Fonte: CaveChat.org 28/10/2006. Suspeitos de vandalismo em caverna so presos nos Estados UnidosAlei norte americana rgida no caso de vandalismo em cavernas. No estado de Indiana, trs jovens foram presos aps depredarem Wyandotte cave, localizada em um parque estadual. De acordo com os policiais, os jovens picharam as paredes, quebraram formaes e interferiram com a populao de morcegos. Uma investigao est sendo efetuada. Fonte: WLKY.com 28/10/2006.Divulgao


Description
Nesta edio voc
saber mais sobre os seguintes assuntos: Redespeleo lana
livro histrico sobre Michel Le Bret Garimpo de veios de
quartzo ameaa gruta da Morena Parque municipal em Pains
proteger rea crstica Ibama/CECAV realiza operao de
fiscalizao em cavernas paranaenses UPE retoma trabalhos na
regio do Farto PETAR Escola argentina de espeleologia
realiza seu quarto mdulo de cursos Expedio franco-peruana
descobre evidncia de sacrifcios humanos entre indios
chachapoyas Ossos de Neandertais datados em 30 mil anos so
encontrados em caverna na Romnia Jogos mundiais de
espeleologia na Espanha so dominados por espelelogos do leste
europeu Praga de morcegos causa problemas em cidade americana
- Homem morre aps queda em trilha de acesso a caverna
americana Nova expedio a Krubera revisa dados
espeleomtricos sobre a caverna Neandertais sobreviveram por
2 mil anos em enclave no sul da Espanha Caverna na China
atinge 983 m de profundidade Suspeitos de vandalismo em
caverna so presos nos Estados Unidos