Conexão Subterrânea

Citation
Conexão Subterrânea

Material Information

Title:
Conexão Subterrânea
Series Title:
Conexão Subterrânea
Creator:
Redespeleo (Brazil)
Publisher:
Redespeleo (Brazil)
Publication Date:
Language:
Portuguese

Subjects

Subjects / Keywords:
Regional Speleology ( local )
Genre:
serial ( sobekcm )
Location:
Brazil

Notes

General Note:
Nesta edição você saberá mais sobre os seguintes assuntos: - Atividade conjunta marca início de trabalhos no PEJ - Parque Estadual de Jacupiranga (SP) e adjacências - Novas descobertas na Serra da Bodoquena - MS - Corrida de aventura em caverna provoca polêmica na Nova Zelândia - Caverna nas Filipinas abriga coleção de ossos humanos - Comunidade rural bizantina pereceu dentro de caverna - BBS - Boletim Bibliográfico Espeleológico - Estátua encontrada em caverna pertenceu a naufrágio ocorrido há mais de 150 anos - Adolescente inglês morre durante excursão à caverna - Lago desaparece durante tempestade - Nova espécie de aranha troglóbia é descoberta em Portugal - Após 92 anos, crime passional é solucionado na França - Justiça determina abertura de caverna no Havaí - Morte de mergulhador inglês em caverna leva à discussão de normas de segurança - Revista O Carste lança novo número
Restriction:
Open Access
Original Version:
No. 29 (2005)
General Note:
See Extended description for more information.

Record Information

Source Institution:
University of South Florida Library
Holding Location:
University of South Florida
Rights Management:
All applicable rights reserved by the source institution and holding location.
Resource Identifier:
K26-01219 ( USFLDC DOI )
k26.1219 ( USFLDC Handle )
12610 ( karstportal - original NodeID )
1981-1594 ( ISSN )

USFLDC Membership

Aggregations:
Added automatically
Karst Information Portal

Postcard Information

Format:
serial

Downloads

This item has the following downloads:


Full Text

PAGE 1

Importante ressaltar que, alm dos grupos participantes, a expedio contou com apoio da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), por meio do Projeto de Pesquisa de Levantamento do potencial espeleoturstico do Planalto da Bodoquena, SBE e direo do Parque Nacional. Nmero 29, 19 de dezembro de 2005 No ltimo feriado prolongado, entre os dias 12 e 15 de novembro, uma equipe de 11 pessoas composta por membros dos grupos GPME, Bambui, GEEP-Aungui e UPE, acompanhados por um representante dos monitores do parque, deram incio aos trabalhos de um consistente projeto de levantamento espeleolgico do Parque Estadual de Jacupiranga e adjacncias. Na ocasio, foram mapeadas as Grutas Rolados I e II e iniciouse o mapeamento da Gruta Fria, descrita por Michel Le Bret na dcada de 60 e at hoje, inexplicavelmente, nunca topografada. A caverna, labirntica, apresenta uma morfologia bastante peculiar, com inmeros testemunhos no teto (veja foto).Atividade conjunta marca incio de trabalhos no PEJ Parque Estadual de Jacupiranga (SP) e adjacncias. No final de semana de 3 e 4 de dezembro, uma nova expedio foi montada para dar continuidade topografia da Gruta Fria. Infelizmente, apesar de um rduo trabalho realizado por duas equipes, ainda no foi possvel finalizar o mapeamento da caverna, devido a grandes reas de teto baixo e labirintos, que atrasaram os levantamentos. Apesar da regio de Eldorado possuir as duas primeiras cavernas descritas do Estado de So Paulo, identificadas no final do sculo 19 pelo alemo Richard Krone, nunca foi desenvolvido nenhum trabalho abrangente de prospeco e explorao com resultados consistentes. Essa omisso abre perspectivas para um excelente potencial de resultados, tendo em vista que hoje existem poucas cavernas cadastradas na regio, e h inmeras referncias com indcios concretos, bastando apenas a confirmao "in loco" e a respectiva documentao. A atividade contou com o imprescindvel apoio da administrao do Parque Estadual de Jacupiranga. Daniel MeninPor Ericson Cernawsky Igual e Leda Zogbi Grupo Pierre Martin de Espeleologia No ltimo feriado da Proclamao da Repblica, foi realizada uma expedio exploratria prxima cidade de Bodoquena, sudoeste do Estado do Mato Grosso do Sul, coordenada pelo Grupo de Espeleologia da Serra da Bodoquena GESB. A expedio contou com 25 participantes, membros do GESB, do Espeleo Grupo de Rio Claro (EGRIC), UPE, Bambu e IBAMA/CECAV. A expedio, terceira deste ano, teve como objetivo ampliar o mapeamento espeleolgico de todo o Planalto da Bodoquena. Nessa terceira edio, as atividades se concentraram na regio conheci-Novas descobertas na Serra da Bodoquena MSda como Linha do Dente de Co, nos domnios do Parque Nacional da Serra da Bodoquena. Foi iniciado o trabalho de topografia em uma das cavernas descobertas pelos moradores da regio, denominada "Abismo Dente de Co". Como resultado deste trabalho, ainda no concludo totalmente, foram mapeados dois nveis de galerias, totalizando aproximadamente 750 m de desenvolvimento e 80 m de desnvel. Ao final da expedio foi encontrada uma nova passagem que deu acesso a novos dutos e sales que podem levar o Abismo Dente de Co a ser a maior cavidade do Estado. Por Csar Augusto e Heros LoboMarcos Loureno

PAGE 2

Corrida de aventura em caverna provoca polmica na Nova Zelndia Uma etapa de um circuito internacional de corrida de aventura (Adventure Racing World Series) na Nova Zelndia provocou considervel polmica por possuir um trecho dentro de uma caverna. A corrida, com 430 km de percurso e 5 dias de durao, conta com a participao de cerca de 45 equipes de quatro pessoas representando vrios pases. Uma das etapas passa pela caverna Te Tahi na costa oeste da Nova Zelndia. A Sociedade Espeleolgica da Nova Zelndia, em conjunto com o servio de resgate, protestaram contra a organizao da corrida, alegando que tanto os competidores quanto a caverna correm risco. Segundo a sociedade espeleolgica, apenas cerca de metade dos participantes possuem experincia em cavernas. A caverna, com um lance vertical de 40 m na entrada, possui passagens estreitas e alguns trechos frgeis. Os organizadores argumentam que haver uma linha no cho da caverna conduzindo os competidores atravs da mesma. Os condutos mais delicados sero, tambm, protegidos por fitas de modo a evitar depredaes. Alm do mais, os organizadores argumentam que o trecho subterrneo no ser cronometrado, sendo permitida 2 horas para que as equipes atravessem a caverna sem pressa. Os crticos, no entanto, alegam que os competidores, j exaustos, podero causar danos irreversveis cavidade. Apesar da crtica, os organizadores possuem permisso oficial para uso da caverna. O Departamento de Conservao da Nova Zelndia inicialmente negou o uso da caverna. Como no foi encontrada outra caverna apropriada, a permisso foi concedida sob forma condicional. Uma das condies o contnuo monitoramento dos competidores por espelelogos durante o trecho subterrneo. Fonte : New Zealand Herald 16/11/2005; www.stuff.co.nz 16/11/2005; Runnersweb.com 15/11/2005.Comunidade rural bizantina pereceu dentro de caverna Em algum momento do sculo 6, cerca de 33 jovens, entre homens, mulheres e crianas, procuraram refgio em um sistema de cavernas prximo ao povoado de Andritsa a cerca de 170 km de Atenas ao leste do Peloponeso. Carregando comida, gua, lamparinas a leo, uma grande cruz e todos os seus pertences, o grupo provavelmente fugia de alguma ameaa desconhecida. No se sabe ainda porque, mas o grupo nunca chegou a sair da caverna: todos pereceram no local. Arquelogos gregos esto trabalhando na caverna, descoberta no ano de 2004, para decifrar este enigma. Segundo os especialistas, possvel que algum ataque inimigo, ou mesmo um evento natural, tenha impedido que o grupo retornasse superfcie. Fonte : pravda.ru 11/10/2005.Caverna nas Filipinas abriga coleo de ossos humanos Uma caverna prxima cidade de Ibaloi nas Filipinas contm quase 200 crnios humanos e ossos diversos coletados por um residente local. A caverna Opdas era originalmente um local onde os residentes sepultavam seus mortos. Alguns dos crnios possuem mais de 1500 anos e suspeita-se que a caverna foi utilizada como cemitrio durante epidemias de clera e sarampo na Idade Mdia. Baban Berong, um expert em mmias, redescobriu por acaso esta caverna em um terreno de sua propriedade e tomou para si a responsabilidade de coletar e organizar ossadas originalmente abandonadas em mal estado de conservao em cavernas e outros locais dos arredores. Berong, falecido durante o ms de setembro passado, fez da caverna Opdas um interessante repositrio de valor histrico. Fonte : Philippines Daily Inquirer 01/11/2005. BBS Boletim Bibliogrfico Espeleolgico OBBS Boletim Bibliogrgico Espeleolgico (em francs), ou Speleological Abstract (em ingls) uma revista anual editada pela UIS (Unio Internacional de Espeleologia) e por um pool de federaes espeleolgicas europias (francesa, italiana, inglesa, Suia e Catal). Trata-se de um recenseamento mundial anual de todas as publicaes relativas espeleologia (artigos, revistas, livros), geralmente com uma breve anlise e ndices por pas e por autor. Apriximadamente 4000 ttulos so incluidos nas edies anuais que, desde 1995, tambm esto disponveis em CD-Rom. No dia 07 de agosto de 2005 foi lanado um nmero duplo (n. 42/43) com mais de 8000 referncias. Na verso em CD, o acesso s informaes facilitado por uma lista de 200 palavra-chaves traduzidas em 4 lnguas (francs, espanhol, alemo e ingls). O BBS pode ser encomendado pelo site www.ssslib.ch (Livraria da Sociedade Suia de Espeleologia) e o nmero 42/43 custa aproximadamente 35 Euros. Fonte : www.ssslib.ch

PAGE 3

Esttua encontrada em caverna pertenceu a naufrgio ocorrido h mais de 150 anos Uma esttua humana em madeira, representando uma bela mulher, encontrada h mais de 50 anos em uma caverna no litoral australiano tem intrigado historiadores e tambm Jim Byriel, o pescador que a encontrou. Estudos demonstraram que a esttua provavelmente pertenceu ao navio Jenny Lind, naufragado em 1850. Todos os passageiros e tripulantes sobreviveram ao conseguirem se manter vivos por 37 dias em um pequeno recife e posteriormente construrem uma balsa feita com fragmentos do naufrgio. A imagem, de grande valor histrico, retrata a cantora sueca Jenny Lind, um sucesso nos palcos internacionais nos anos 1850. A imagem flutuou por centenas de quilmetros at ficar retida na caverna. Fonte : Sunday Mail 04/12/2005.Adolescente ingls morre durante excurso caverna Joseph Lister, de apenas 14 anos, faleceu no dia 14 de novembro durante excurso de sua escola caverna de Manchester Hole, em Yorkshire, norte da Inglaterra. Esta caverna, considerada fcil e ideal para iniciantes, suscetvel a inundao durante as chuvas. O grupo de 11 pessoas estava percorrendo a caverna quando o instrutor percebeu que o nvel de gua estava subindo. Com a passagem sifonada os adolescentes foram forados a mergulhar e nadar. Joseph Lister foi visto com vida pela ltima vez quando mergulhou na passagem, no reaparecendo do outro lado da galeria. Desesperados para sair da caverna o grupo s notou a ausncia de Lister quando chegaram superfcie. O estudante foi posteriormente encontrado pela equipe de resgate em adiantado estado de hipotermia. Levado para o hospital no resistiu e veio a falecer. O acidente representa um choque para o governo ingls, que tem se empenhado em incentivar excurses escolares, drasticamente reduzidas devido a acidentes fatais no passado. Fonte : The Guardian 15 e 16/11/2005; BBC News 15 e 16/11/2005; The Telegraph 18/11/2005. Nova espcie de aranha troglbia descoberta em Portugal Divulgada recentemente a descoberta de uma nova espcie de aranha troglbia, na Gruta da Nascente do Rio Almonda, Torres Novas, Portugal. A expedio que deu origem interessante descoberta da terceira espcie anoftalma encontrada em Portugal ocorreu em 23 de abril deste ano, e foi coordenada pelo bilogo Pedro Cardoso (Universidade de Copenhagen, Dinamarca). A nova espcie ainda no tem nome, mas presume-se que pertena famlia Linyphiidae, gnero provvel Centromerus Foram coletadas apenas duas fmeas da espcie, o macho ainda desconhecido. Outra espcie anoftalma, a Nesticus lusitanicus foi encontrada na mesma gruta, e j foi descrita.Se for comprovada a hiptese de se tratar de uma espcie do gnero Centromerus, isto dever implicar numa reviso do gnero, juntamente com outras espcies recentemente descobertas na Espanha. Fonte : emails de Gabriel Mendes (GEQ) e Pedro Cardoso. Divulgao Divulgao DivulgaoLago desaparece durante tempestade Um lago na cidade americana de Woodbury, no Estado de Minnesota, desapareceu misteriosamente aps fortes chuvas, deixando em seu lugar uma dolina com cerca de 30 metros de comprimento e 5 metros de profundidade. Logo aps a tempestade formou-se um redemoinho no fundo do lago e toda a gua foi tragada para uma profunda fenda. A regio no calcria, mas o arenito, rocha presente sob o lago, apresenta algumas cavernas nos arredores. A prefeitura local planeja injetar cimento na fenda e impedir que mais gua se acumule no fundo da dolina. Fonte : Star Tribune 04/11/2005

PAGE 4

Morte de mergulhador ingls em caverna leva discusso de normas de segurana Oingls Colin Pryer de 29 anos, faleceu durante mergulho na caverna de Low Birkwith em HortonIn-Ribblesdale, norte da Inglaterra. Espelelogo experiente e espeleomergulhador certificado h cerca de 6 meses, Pryer foi encontrado morto preso a um cabo guia deixado por mergulhadores h quase 30 anos. A caverna apresenta passagens estreitas e m visibilidade causada por excesso de silte. Representantes do Caving Diving Group, tradicional entidade que rege o mergulho em cavernas no Reino Unido, foram chamados a opinar sobre o acidente e prometeram revisar as normas de segurana para evitar acidentes deste tipo. Fonte : Yorkshire Post Today 09/12/2005.Justia determina abertura de caverna no Hava Uma polmica envolvendo artefatos indgenas foi alvo de deciso judicial no Hava. O caso iniciou-se em 1905, quando artefatos de valor histrico para os nativos do Hava foram removidos para o Museu Bishop. Grupos nativos alegam que esta remoo representou um roubo de artefatos e no poderia ter sido feita sem autorizao dos grupos locais. Na dcada de 1990, estes artefatos foram emprestados pelo Museu para um dos nativos que os recolocou na caverna e procedeu ao fechamento da entrada com um muro de concreto. Um processo judicial se seguiu e, finalmente, o juiz ordenou que o concreto fosse removido e os artefatos devolvidos ao Museu. Uma alegao apresentada pelos grupos nativos, de que a remoo do muro de concreto afetaria a estabilidade da caverna causando o seu colapso, no foi levada em considerao pela corte. Os grupos nativos prometem recorrer da deciso. Fonte : Honolulu Advertiser 26/11/2005; Kpua Hawaii News 26/11/2005 e 07/12/2005.Aps 92 anos, crime passional solucionado na Frana Em 1913 Henri Mouttet, funcionrio de uma fbrica de queijos, ento com 30 anos de idade, desapareceu misteriosamente aps uma tarde em um bar na pequena cidade de Gresse-en-Vercors, ao sul de Grenoble, na regio montanhosa dos Alpes franceses. O mistrio do desaparecimento marcou profundamente o pequeno povoado. Boatos, trocas de acusaes e especulaes permearam a vida local por dcadas. O corpo de Mouttet no foi encontrado e nenhuma prova conclusiva pode ser estabelecida. Em abril de 2005, dois espelelogos, explorando a caverna de Chteau Vert, encontraram um esqueleto humano no fundo de um profundo abismo e imediatamente comunicaram a polcia. Junto ao esqueleto foram encontrados restos de vestimentas e moedas da poca de Napoleo, alm de 13 moedas, Francos e Napolees, datadas de 1880 a 1913. Indagando no povoado, a polcia descobriu que o desaparecimento de Mouttet ainda intrigava os habitantes locais, mesmo 92 anos depois da ocorrncia. Nenhum morador conhecera pessoalmente Mouttet, mas havia descendentes da famlia. Testes comprovaram que o esqueleto encontrado na caverna pertencia indubitavelmente a Henri Mouttet. A investigao policial prosseguiu, apoiando-se em histrias contadas pelos descendentes dos moradores Comisso Editorial: Adriano Gambarini, Augusto Auler, Ericson C. Igual, Ezio Rubbioli, Leda Zogbi, Luis Fernando S. Rocha, Marcos O. Silvrio, Toni Cavalheiro. Edio: Carlos H. Maldaner. Logotipo: Daniel Menin. Artigos assinados so de responsabilidade dos autores. Artigos no assinados so de responsabilidade da comisso editorial. A reproduo de artigos aqui contidos depende de autorizao dos autores e deve ser comunicada REDESPELEO BRASIL ( conexao@redespeleo.org ). Expediente Revista O Carste lana novo nmeroFoi lanado o nmero 4 (volume 17) correspondente ao ms de outubro de 2005 da revista O Carste. Este nmero apresenta artigos sobre exploraes e o potencial da Toca da Boa Vista, impactos antrpicos no carste de Lagoa Santa, grutas ligadas ao rio Temimina e a visitao Lapa Nova em Vazante, durante a festa da Lapa. O Carste uma publicao do Grupo Bambu de Pesquisas Espeleolgicas. A assinatura anual de R$25,00 e pode ser obtida atravs do site www.bambui.org.br Divulgao que conviveram com Henri Mouttet. Em todas as conversas o nome de Lopold Girard, pastor de ovelhas, transparecia como suspeito. Em contato com descendentes de Girard, a polcia finalmente pode desvendar um segredo de famlia guardado a sete chaves durante quase um sculo. A famlia Girard confessou que Lopold havia, de fato, assassinado Henri Mouttet aps uma violenta discusso no bar e o havia jogado do alto do abismo. O motivo, segundo a famlia, seria o amor de uma bela moa de nome Loncie, que faleceu de velhice h dez anos. Lopold Girard, o assassino, foi ferido mortalmente em 1915 combatendo na I Guerra Mundial. Fonte : Le Monde e Guardian Unlimited 21/11/2005.


Description
Nesta edio voc
saber mais sobre os seguintes assuntos: Atividade conjunta
marca incio de trabalhos no PEJ Parque Estadual de
Jacupiranga (SP) e adjacncias Novas descobertas na Serra da
Bodoquena MS Corrida de aventura em caverna provoca
polmica na Nova Zelndia Caverna nas Filipinas abriga
coleo de ossos humanos Comunidade rural bizantina pereceu
dentro de caverna BBS Boletim Bibliogrfico Espeleolgico -
Esttua encontrada em caverna pertenceu a naufrgio ocorrido h
mais de 150 anos Adolescente ingls morre durante excurso
caverna Lago desaparece durante tempestade Nova espcie de
aranha troglbia descoberta em Portugal Aps 92 anos, crime
passional solucionado na Frana Justia determina abertura
de caverna no Hava Morte de mergulhador ingls em caverna
leva discusso de normas de segurana Revista O Carste
lana novo nmero


printinsert_linkshareget_appmore_horiz

Download Options

close
Choose Size
Choose file type
Cite this item close

APA

Cras ut cursus ante, a fringilla nunc. Mauris lorem nunc, cursus sit amet enim ac, vehicula vestibulum mi. Mauris viverra nisl vel enim faucibus porta. Praesent sit amet ornare diam, non finibus nulla.

MLA

Cras efficitur magna et sapien varius, luctus ullamcorper dolor convallis. Orci varius natoque penatibus et magnis dis parturient montes, nascetur ridiculus mus. Fusce sit amet justo ut erat laoreet congue sed a ante.

CHICAGO

Phasellus ornare in augue eu imperdiet. Donec malesuada sapien ante, at vehicula orci tempor molestie. Proin vitae urna elit. Pellentesque vitae nisi et diam euismod malesuada aliquet non erat.

WIKIPEDIA

Nunc fringilla dolor ut dictum placerat. Proin ac neque rutrum, consectetur ligula id, laoreet ligula. Nulla lorem massa, consectetur vitae consequat in, lobortis at dolor. Nunc sed leo odio.