SBE Notícias

Citation
SBE Notícias

Material Information

Title:
SBE Notícias
Series Title:
SBE Notícias
Alternate Title:
SBE Notícias: Boletím Eletrônico da Sociedade Brasileira de Espeleologia
Publisher:
Sociedade Brasileira de Espeleologia
Publication Date:
Language:
Portuguese

Subjects

Genre:
serial ( sobekcm )

Notes

General Note:
PROCAD: Sub-comissões e Objetivos -- Palestra Gratuita: Educação Ambiental -- IBAMA cria canal de denúncias -- Israelense cria aparelho para tirar ar da água -- Espeleólogos desaparecem após avalanche na Abkhazia -- Cadastro Técnico.
Restriction:
Open Access - Permission by Publisher
Original Version:
Vol. 1, no. 5 (2006)
General Note:
See Extended description for more information.

Record Information

Source Institution:
University of South Florida Library
Holding Location:
University of South Florida
Rights Management:
All applicable rights reserved by the source institution and holding location.
Resource Identifier:
K26-03413 ( USFLDC DOI )
k26.3413 ( USFLDC Handle )
8667 ( karstportal - original NodeID )
1809-3213 ( ISSN )

USFLDC Membership

Aggregations:
Added automatically
Karst Information Portal

Postcard Information

Format:
serial

Downloads

This item has the following downloads:


Full Text
Description
PROCAD: Sub-comisses
e Objetivos --
Palestra Gratuita: Educao Ambiental --
IBAMA cria canal de denncias --
Israelense cria aparelho para tirar ar da gua --
Espelelogos desaparecem aps avalanche na Abkhazia --
Cadastro Tcnico.



PAGE 1

SBE SBE N o c a s t i N o c a s t i N o c a s t i N o c a s t i Boletim Eletrnico da Sociedade Br asileir a de Espeleologia Ano 1 N 5 13/02/2006 SBE Notcias Notcias 1 sbe Durante o XV EPELEO foram definidas as dir etrizes e o planejamento para a 3 fase do P r ojeto Caverna do Diabo (PROCAD). As pessoas r eunidas no evento sugeriram que o pr ojeto dur e, no mnimo, cinco anos e que seja apr esentado para o Conselho Tcnico Cientfico (COTEC) do Instituto Flor estal. O PROCAD ter uma comisso coor denadora, que ser composta por r epr esentantes das sub-comisses. A Coor denao Geral ficou a car go de L uiz Afonso V az de F igueir edo, do Gesmar Fbio Geribello, da UPE, coor dena a sub-comisso de Mapeamento e T opografia. O principal objetivo do grupo fazer a r eviso do mapa da Caverna do Diabo. SUB-COMISS'ES DO PROCAD J TM COORDENADORES E DEFINEM PRINCIPAIS OBJETIVOS A sub-comisso de P r ospeco ser coor denada por R ogrio Dell'Antonio, do EGRIC, e Ricar do Cortez, da ECA. Entr e os objetivos da equipe esto a pr ospeco geral da Serra do Andr L opez e fazer tr einamentos em explorao e or ganizao de equipes e expedies espeleolgicas. Educao Ambiental, Gesto e Espeleoturismo fica sob a coor denao de F igueir edo, do GESMAR/ F SA e tem como objetivo fazer um inter cmbio entr e a populao local, monitor es e funcionrios do par que para elaborao de um pr ograma de formao continuada na r ea ambiental. Alm disso, identificar r oteir os e atrativos ecotursticos alternativos. Rubens Har dt, do EGRIC/ UNESP ficar a car go da sub-comisso de Difuso e P r oduo Cientfica na r egio do PEJ. A sub-comisso identificar os pesqui-sador es que atuaram na r egio e trabalhar para atrair novos pesquisador es para o par que. As expedies sero pr ogramadas de acor do com as necessidades de cada sub-comisso. P ara dar incio s discusses, a SBE criou um e-mail de grupo para o PRO CAD. Quem tiver inter esse em participar das atividades do P r ojeto e quiser se inscr ever no e-mail de grupo, deve mandar uma mensagem para pr ocad@sbe.com.br informando seu nmer o de scio SBE ou, no caso de no scios, seus dados pessoais (nome, ender eo, telefone e r esumo das aptides espeleolgicas). A SBE convida os inter essados para o 9 SBE de P ortas Abertas, desta vez com a palestra Educao Ambiental, Conflitos Sociais e Unidades de Conser vao do Alto Ribeira O palestrante L uiz Afonso V az de F igueir edo (SBE-161), doutorando em geografia fsica e coor denador da sesso de Educao Ambiental e Histria da SBE. A palestra ser no dia 19 de maro, s 10h, na sede da SBE, no P ar que P ortugal, em Campinas. A entrada franca. PALESTRA GRATUITA ISSN 1809-3213

PAGE 2

SBE Notcias Notcias 2 Ciente da importncia de disciplinar os ser vios de r ecebimento, cadastr o, contr ole, encaminhamento, acompanhamento e r espostas das demandas da sociedade submetidas Coor denao de Ouvidoria da A uditoria do IBAMA (COUVI), o Instituto criou a Linha V er de. Atravs desse meio, o IBAMA visa atender melhor as dir etrizes traadas pela Ouvidoria Geral da Unio/ Contr oladoria Geral da Unio e para adotar as medidas que visem corrigir e pr evenir as falhas e omisses na pr estao do ser vio pblico e pr opor apurao de irr egularidades. A COUVI faz o r egistr o e contr ole de todas as denncias, r eclamaes, IBAMA CRIA CANAL DE DENNCIAS sugestes e os elogios feitos pelos cidados via Internet, pessoalmente ou pelo telefone 0800-618080. A Linha V er de atende das 8h s 18h, de segunda sexta-feira. P ara cada denncia, ser feita uma corrncia. O nmer o ser gerado pelo Sistema Linha V er de de Ouvidoria e atravs dele, o denunciante poder acompanhar a tramitao e r esultado do pr ocesso. As informaes so sigilosas e o denunciante no ser identificado. O site da Linha V er de F onte: IBAMA 24/01/2006 www .ibama.gov .br/linhaver de/home.htm. Alon Bodner inventor israelense, desenvolveu um sistema para r espirao que r etira o o xignio dir etamente da gua do mar O apar elho chamado “Lik eAF ish” e possui um sistema de brnquias artificiais, movido a bateria, que extrai pequenas quantidades de ar dissolvido na gua. O apar elho utiliza uma centrfuga de alta velocidade para r eduzir a pr esso da gua do mar em uma pequena cmara fechada o que permite que o ar dissolvido volte ao estado gasoso de maneira par ecida que o dixido de carbono. F onte: BBC Brasil 03/02/2006 ISRAELENSE CRIA APARELHO PARA TIRAR OXIGNIO DA GUA ESPELE"LOGOS DESAPARECEM AP"S AVALANCHE Alexander Klimchouk, vicepr esidente da UIS, nos informa sobr e uma tragdia em Geor gia (s mar gens do Mar Negr o), em que espelelogos ficaram desapar ecidos e um foi encontrado morto. At o ltimo dia 10, as buscas ainda no haviam comeado devido ao mau tempo da r egio. As fortes tempostades de neve tornam as buscas inviveis e extr emamente perigosas. Mensagem Original:Queridos amigos espelelogos,Com grande dor e tristeza, tenho que informar comunidade espeleolgica internacional sobr e um trgico acidente com espelelogos ucranianos em Abkhazia. H muita informao confusa e equivocada nos jornais de todo o mundo, mas os espelelogos necessrio d-las corr etamente. Desde meados de janeir o, o Clube Espeleolgico de Khark ov r ealizava uma expedio ao Macio Bzybsk y que est junto ao Massivo Arabika, para continuar uma explorao de muitos anos da Caverna Bozhk o. Alm dos membr os do Clube, espellogos de Kiev Sevastopol e Nova K akhovka (Ucrnia) e Samara (Rssia) participavam da expedio, todos membr os da Ukr .S.S. A explorao da caverna se r ealizou facilmente e terminou com xito. Nos ltimos dias, o grupo de 9 membr os da expedio estava descendo a p das montanhas. O tempo estava muito ruim, com nevascas cada vez mais fortes. O grupo chegou a uma zona arborizada e permaneceu al durante uma noite, a uma altitude de uns 700m. L ogo pela manh (5h), uma forte avalanche alcanou o acampamento temporrio. Cinco pessoas sobr eviveram ao acidente (com ferimentos em vrios graus) mas quatr o espelelogos desapar eceram. Como r esultado de uma pequena busca r ealizada pelo grupo de membr os sobr eviventes depois do acidente, um espelelogo foi encontrado morto. No foi possvel transport-lo pela montanha, por isso, deixaram o corpo em um local demar cado. As outras trs vtimas no foram encontradas. Considerando que o grupo estava em ms condies fsicas, com um pssimo tempo e quase zer o chances de encontrar vivas as pessoas per didas, o r esto do grupo desceu a montanha e chegou a um povoado ontem pela manh (dia 05/02/2006). A neve contnua acabou com qualquer possibilidade de se r ealizar uma operao imediata de r esgate. A Associao Espeleolgica Ucraniana e a Unidade de R esgate Sochi (Rssia) esto or ga-nizando um trabalho de busca, mas a operao ter incio quando as condies climticas permitir em, pr esumidamente em uma semana, mais ou menos. F ortes nevascas durante os ltimos dias impediram a tomada de aes imediatas, e de qualquer maneira, quase no h esperanas de sobr eviventes. Os espelelogos per didos so: Danylo Nasedkin (Kiev), Maxim Gerasimenk o (Sevastolol'), Dmitr y Chernenk o (Hova K akhovka) e Igor Bedni-k ov(Samara). O choque e as per das so enormes para os familiar es, amigos, para a Ukr .S.A e para toda a comunidade espeleolgica. Alexander Klimchouk V ice-P r esidente da UIS Klim@espeleogenesis.info T raduzido por : Mariana Whitehead Apr o ximadamente 74% do territrio de Abkhazia montanhoso e a distncia r elativamente curta entr e o mar e as montanhas formam uma bela paisagem. Durante o perodo de Stalin, Abkhazia foi incorporada Geor gia. Em 30/09/1993, aps apr o ximadamente 2 anos de guerra, Abkhazia se libertou da Geor gia. P ara saber mais, visite www .abkhazia.or g. Abkhazia

PAGE 3

Antes de imprimir pense na sua responsabilidade com o meio ambiente SBE Notcias Notcias 3 AGENDA SBE B I B L I O T E C A S B E SBE-Sociedade Brasileira de Espeleologia T el (19) 3296-5421. Contato: Comisso Editor ial: Marcelo Rasteiro Mar iana Whitehead. T odas as edies esto disponv eis em A reproduo deste permitida, desde que citada a fonte. sbe@sbe .com.br www .sbe .com.br EXPEDIENTE SBE Notcias uma pub licao eletrnica da Notcias As edies impressas esto disponveis para consulta na Biblioteca da SBE e os arquivos eletrnicos podem ser solicitados atravs de sbe@sbe.com.br (ltimas aquisies) FOTO DO LEITOR A utor : Delci Ishida SBE 0842 Data: Agosto/2001 Ttulo: Gruta Animal R essur gncia Gruta dos Br ejes (BA01) -Ir ece/ Morr o do Chapu, BA P r ojeo Horizontal: 6.410m A Lapa dos Br ejes fica na r egio norte da Chapada da Diamantina, na Bahia.Mande sua foto com nome, data e local para sbe@sbe.com.br R evista Espeleo n17, do Grupo Espeleolgico de Vllacarrllo (Espanha).As principais matrias so: V iaje a la Gruta de las Maravillas y Rio T into Desobstruccin sin DetonacinCampamento Provincial en Sern (Almeria) Exploraciones 2005 CADASTRO TCNICO O Cadastr o Tcnico da SBE j est em vigor e os scios que ainda no se inscr everam, podem faz-lo. O quadr o de pesquisador es e pr estador es de ser vios tem o intuito de disponibilizar pr ofissionais qualificados para trabalhos na r ea de espeleologia. P ara fazer o cadastr o, basta acessar a r ea r estrita do site da SBE. VENHA PARA O MUNDO DAS CAVERNAS Filie-se SBE Clique aqui para saber como se tornar scio da SBE. T el: (19) 3296542 1 R evista Karstologia N4546, da Federao Francesa de Espeleologia e Associao Francesa de Carstologia Etude des palokarsts des envirde Saint-Remze -Les karsts latritiques de Nouvelle-Caldonie Boletim Eletrnico N 4 da Sociedade Argentina de Espeleologia Sociedade Brasileira de Espeleologia 9 SBE de P ortas Abertas P alestra: Educao Ambiental, Conflitos Sociais e Unidades de Conservao do Alto Ribeira 19 de maro de 2006 s 10h Sede da SBE P arque T aquaral, Campinas (SP) 29 Congresso Br asileiro de Espeleologia 07 a 10 de junho de 2007 Local: P arque Metalrgico Centro de Artes e Convenes da UFOP Ouro P reto, MG www .sbe.com.br/29cbe.asp Delci Ishida www .sbe.com.br/aberta.asp


printinsert_linkshareget_appmore_horiz

Download Options

close
Choose Size
Choose file type
Cite this item close

APA

Cras ut cursus ante, a fringilla nunc. Mauris lorem nunc, cursus sit amet enim ac, vehicula vestibulum mi. Mauris viverra nisl vel enim faucibus porta. Praesent sit amet ornare diam, non finibus nulla.

MLA

Cras efficitur magna et sapien varius, luctus ullamcorper dolor convallis. Orci varius natoque penatibus et magnis dis parturient montes, nascetur ridiculus mus. Fusce sit amet justo ut erat laoreet congue sed a ante.

CHICAGO

Phasellus ornare in augue eu imperdiet. Donec malesuada sapien ante, at vehicula orci tempor molestie. Proin vitae urna elit. Pellentesque vitae nisi et diam euismod malesuada aliquet non erat.

WIKIPEDIA

Nunc fringilla dolor ut dictum placerat. Proin ac neque rutrum, consectetur ligula id, laoreet ligula. Nulla lorem massa, consectetur vitae consequat in, lobortis at dolor. Nunc sed leo odio.