SBE Notícias

Citation
SBE Notícias

Material Information

Title:
SBE Notícias
Series Title:
SBE Notícias
Alternate Title:
SBE Notícias: Boletím Eletrônico da Sociedade Brasileira de Espeleologia
Publisher:
Sociedade Brasileira de Espeleologia
Publication Date:
Language:
Portuguese

Subjects

Genre:
serial ( sobekcm )

Notes

General Note:
Bodoquena terá primeira caverna alagada aberta á visitação - Mulher fica entalada e prende 22 turistas em caverna sul-africana - Base mundial de revistas sobre carste e caverna - Caraça: patrimônio cultural e ambiental ameaçado - Sedimentos marinhos podem ser utilizados para fazer concreto - III Congresso Argentino de Espeleologia - Site e congresso de paleontologia - Foto do Leitor: Gruta do Pinheiro Seco (PR-47).
Restriction:
Open Access - Permission by Publisher
Original Version:
Vol. 2, no. 38 (2007)
General Note:
See Extended description for more information.

Record Information

Source Institution:
University of South Florida Library
Holding Location:
University of South Florida
Rights Management:
All applicable rights reserved by the source institution and holding location.
Resource Identifier:
K26-03419 ( USFLDC DOI )
k26.3419 ( USFLDC Handle )
8673 ( karstportal - original NodeID )
1809-3213 ( ISSN )

USFLDC Membership

Aggregations:
Added automatically
Karst Information Portal

Postcard Information

Format:
serial

Downloads

This item has the following downloads:


Full Text
Description
Bodoquena ter
primeira caverna alagada aberta visitao Mulher fica
entalada e prende 22 turistas em caverna sul-africana Base
mundial de revistas sobre carste e caverna Caraa: patrimnio
cultural e ambiental ameaado Sedimentos marinhos podem ser
utilizados para fazer concreto III Congresso Argentino de
Espeleologia Site e congresso de paleontologia Foto do
Leitor: Gruta do Pinheiro Seco (PR-47).



PAGE 1

ISSN 1809-3213 R SBE SBE c s N o t i a c s N o t i a c s N o t i a c s N o t i a Boletm Eletrnico da Sociedade Br asileir a de Espeleologia 1 t s N o c ia t s N o c ia BODOQUENA TER PRIMEIRA CAVERNA ALAGADA ABERTA A VISITAO O P ar que Nacional da Serra da Bodoquena, sediado no municpio sul-matogr ossense de Bonito, no oeste do estado, ter a primeira caverna alagada aberta para visitao pblica em P ar ques Nacionais brasileir os. A liberao da r ea ser possvel com a concluso do plano de manejo, cuja publicao est pr evista para junho prximo. A implementao do par que uma iniciativa do Ministrio do Meio Ambiente, e sua r egularizao fundiria uma das prioridades do governo. Somente em 2006 foram efetuados pagamentos r efer entes a 5.000 ha desapr opriados, confirmando o compr omisso do governo em efetivar os pr ojetos ambientais pr evistos para a r ea. Com a publicao do plano de manejo, estar definida a utilizao das difer entes r eas do par que, seja para uso pblico ou pr eser vao, inclusive a visitao ao Buraco das Abelhas (MS-78), a primeira caverna alagada do Brasil localizada em P ar que Nacional que poder r eceber turistas. "Estamos concluindo o estudo da gua e o mapeamento geolgico, entr e outr os estudos, para definir a corr eta utilizao da caverna", explica o chefe do par que, Adlio Miranda. "A caverna pr ofunda. At agora o cabeamento j tem trs quilmetr os e ainda no terminamos". O P ar que Nacional da Serra da Bodoquena possui 76.481 hectar es, incluindo os Ano 2 N 38 1 1/01/2007 T opograf ia da caverna em agosto de 2006 A d r i a n M a r t i n o MULHER FICA ENTALADA E PRENDE 22 TURISTAS EM CAVERNA SUL-AFRICANA Uma mulher obesa ficou entalada em uma passagem chamada "Tnel do Amor", nas cavernas Cango, P r ovncia de Cabo Ocidental, frica do Sul, pr endendo 22 turistas por mais de dez horas no local. O administrador da caverna, Hein Gerstner disse que a mulher foi avisada de que poderia emperrar na passagem, mas ela insistiu mesmo assim em tentar passar O acidente aconteceu pouco aps o meio -dia de 01 de janeir o e tanto os turistas quanto a mulher no se machucaram. A operao de r esgate envolveu diversas ambulncias e um helicpter o. Segundo Gerstner o salvamento dos turistas custou 40 mil rands (cer ca de R$ 12 mil).“ Ainda no sabemos quem vai pagar a conta”, disse o administrador “ A passagem tem uma base estr eita. Ela per deu o equilbrio e ficou em uma posio par ecida com um espacato (quando as pernas ficam abertas com um ngulo de 180 graus entr e elas). No havia forma de ela conseguir empurrar seu corpo para cima”, disse Gerstner Segundo o administrador da caverna, a mulher era jovem e se manteve “mentalmente forte”, o que facilitou a operao de r esgate. Os demais turistas tambm teriam enfr entado a situao “excepcionalmente bem”, segundo ele. Um dos turistas que era diabtico pr ecisou r eceber uma dose de insulina. Duas crianas asmticas tambm r eceberam cobertor es, gua e barras de chocolate. O material foi passado aos turistas por um pequeno espao acima da mulher entalada. Nenhum equipamento de perfurao foi usado no r esgate. Com a ajuda de r oldanas e parafina lquida, ela foi r etirada da passagem da caverna s 23h20. Ela foi levada a um hospital, onde passou a noite, mesmo no tendo sofrido nenhum ferimento. “ Acr editamos que o que entra, pr ecisa sair P essoas ficam entaladas toda hora – uma das infelicidades que acontecem, parte da aventura”, disse Gerstner Ele disse que a caverna vai r ever seus critrios de admisso de turistas. Fonte: BBC Brasil 02/01/2007 Mais informaes sobr e a caverna em: www .cangocaves.co .za municpios de Bonito, Jar dim, Bodoquena e P orto Murtinho, todos no Mato Gr osso do Sul. A beleza de suas paisagens e cavernas dever alavancar ainda mais a vocao r egional para o ecoturismo, um gerador de r enda entr e as cidades prximas. A vegetao do P ar que composta por Mata Atlntica e cerrado, sendo que pesquisador es identificaram em 2005 mais de mil espcies vegetais e mais de 400 espcies de aves, algumas raras e ameaa-das de extino. Entr e as espcies vegetais, foi identificada uma pequena flor a dimer ostema annun, considerada extinta no Brasil havia 160 anos. A rica fauna conta com a pr esena da harpia, por exemplo, a maior ave de rapina do mundo, que chega a pesar 10 kg e medir at 3 m de enver gadura. Fonte: ASCOM MMA 04/01/2007 L eia mais em: SBE Notcias n34 BASE MUNDIAL DE REVISTAS SOBRE CARSTE E CAVERNA O Banco de Dados Mundial Combinado de R evistas de Carste e Cavernas sobr e Espeleognese [The Combined W orld K arst/Cave Journals Database on Speleogenesis] da Unio Internacional de Espeleolo-gia (UIS), iniciado em agosto de 2006 foi atualizado r ecentemente com o contedo dos novos nmer os de vrias r evistas. Agora so 5.623 r eferncias de 13 peridicos cientficos internacionais, alguns deles disponveis para visualizao gratuita na internet a qualquer inter essado, como a da Slovnia e o da Itlia. Consulte a base de dados em: Acta Carsologica International Journal of Speleology www .speleogenesis.info/ journals/inde x.php

PAGE 2

CARAA: PATRIMNIO CULTURAL E AMBIENTAL AMEAADO Ao p da Serra do Caraa, a Igr eja de Nossa Senhora da Conceio, iniciada em 1730 e ornada de esculturas de Aleijadinho e pinturas do Mestr e Atade, ser novamente cenrio de um ciclo de minerao. Em vez do our o que pr opor cionou a riqueza necessria para se esculpir os plpitos e as imagens, vem agora o ferr o. A 8 km do templo barr oco da cidade de Catas Altas se abrir uma cratera de 2,6 mil metr os de extenso, 1.050 metr os de lar gura e pr ofundidade mxima de 300 metr os. Nas fraldas da Serra, a nova mina do F azendo, da Companhia V ale do Rio Doce (CVRD) poder ser vista da chamada Estrada R eal, o principal mote da poltica de turismo do Estado. Sem homicdios h trs anos, dois r oubos e nenhum estupr o em 2005, os 4,5 mil habitantes de Catas Altas convivero com 2,8 mil trabalhador es que sero contratados para a instalao da nova mina. A pr esidente da ONG P ortal do Caraa, Simone F urtado de Andrade, r eclama do que considera falta de clar eza da CVRD na descrio dos impactos sociais, ambientais e sobr e a aspirao de Catas Altas de se tornar um destino turstico importante. Em r elao criminalidade, ela cita a experincia r ecente de Baro de Cocais e Santa Brbara durante o auge das obras de instalao da mina de Brucutu, da CVRD, que envolveu at 6,5 mil trabalha-dor es ao mesmo tempo. De fato, os nmer os coletados pelo Ncleo de Estudos em Segurana Pblica (Nesp) da F undao Joo P inheir o mostram um salto no nmer o de r oubos e furtos nas duas cidades em 2005, em r elao a 2004, num movimento totalmente fora do padro de outras cidades da r egio. Em Baro de Cocais, os r oubos subiram 95% em 2005 e os furtos, 44%. Embora a abrangncia da amostra seja pequena, houve trs homic-dios em 2005, nenhum em 2004 e um em 2003. Em Santa Brbara, os r oubos cr esceram 81% em 2005 e os furtos, 9%. A MINA PODE AF AST AR TURIST AS Simone Andrade diz que a expanso da mina do F azendo ameaa justamente os atributos que podem atrair mais turistas para Catas Altas, alm do patrimnio his-trico: sossego, a beleza da serra, ar pur o e gua limpa. Ela lembra que a CVRD admite no r elatrio de contr ole ambiental do pr ojeto de expanso da mina a necessidade de r ebaixar o nvel de gua superficial em 115 metr os e o lenol subterrneo em 65 metr os, justamente acima dos mananciais que abastecem a cidade. Atualmente, o complex o do F azendo pr oduz minguadas 60 mil toneladas por ano. Com a expanso, pr oduzir 17 milhes de toneladas por ano at a exausto, em 19 anos. O dir etor do Departamento de F err osos Sudeste da CVRD, Silmar Silva, diz que a empr esa dar prioridade para a contratao de mo -deobra do local. Afirma que a empr esa assume compr omisso com a garantia de abastecimento futur o de gua de Catas Altas e r essalta que a CVRD contribuiu decisivamente para or ganizar a cidade para o turismo. Fonte: Est ado de Minas 17/12/2006 Conhea Catas Altas SEDIMENTOS MARINHOS PODEM SER UTILIZADOS PARA FAZER CONCRETO fundo marinho, as autoridades de V ar optaram por pr omover a r eciclagem, conscientes da importncia de pr eser var uma faixa litornea de mais de 400 km. A experincia que ser r ealizada em Seine-sur -Mer r ecorr er ao pr ocesso de o xidao ao ar livr e do material contaminante, assim como ao uso de cido fosfrico para transformar os metais achados no fundo marinho, como o chumbo, o cdmio ou o cobr e, em inertes. A mesma experincia ser r ealizada nos prximos meses em outr os portos franceses da r egio da Br etanha (oeste). Cientistas e especialistas do Centr o Nacional de P esquisa (CNRS) e das Universidades de Caen, Marselha e P au, entr e vrias outras instituies, participam do pr ojeto. Caso v adiante, os construtor es podero obter um material alternativo para seu setor j que a inteno us-lo em diversas infra-estruturas, tanto terr estr es como martimas. Fonte: Folha Online 04/01/2007 As autoridades do departamento de V ar (sudeste da F rana) iniciaram um pr ojeto que se caracteriza pela fabricao de con-cr eto a partir de sedimentos extrados do fundo do mar O pr ojeto, explicado por vrios de seus participantes, dragar o fundo mari-nho de vrios portos da Cte D'Azur e obter lodo contaminado pela poluio causada pelo trfego martimo. Depois, os tcnicos trataro o lodo para torn-lo incuo. Com esse material, os engenheir os fabricaro um concr eto que no ter cimento, ao mesmo tempo que contribuiro para a conser vao do ambiente descontaminando os fundos martimos. P or enquanto, blocos de concr eto so mantidos ao ar livr e no porto de Seine-sur Mer e no fundo do mar com a inteno de estudar sua r esistncia em ambos meios. "O mar foi considerado durante muito tempo como uma lixeira e h de tudo nes-ses sedimentos", explicou o dir etor do porto urbano de Marselha, F rancis Cann. Em lugar de armazenar os r esduos do 2 t s N o c ia t s N o c ia O Instituto Ar gentino de Investigaes Espeleolgicas (INAE) e a F ederao Ar gentina de Espeleologia (F AdE), entidade co -irm da SBE, anunciam a r ealizao de seu ter ceir o congr esso nacional, desta vez em Mallar ge, Estado de Mendoza, no perodo de 3 a 8 de fever eir o de 2008. PRAZOS P ARA ENVIO DE TRABALHOS: a Envio de pr-inscrio e r esumos: at 30 de agosto de 2007; b Envio de trabalhos completos: at 31 de outubr o de 2007; c R ecepo de trabalhos definitivos: at 31 de dezembr o de 2007. A Comisso Or ganizadora segue trabalhando para obter convnios com hotis, r estaurantes e empr esas de turismo para conseguir facilidades em alojamento, alimentao e excurses tursticas. Mais informaes com Marta Br ojan: A prxima Cir cular com mais detalhes, est pr evista para fever eir o e o SBE Notcias seguir informando seus leitor es sobr e esse importante evento da espeleologia Latino Americana. conae3_2008@yahoo .com.ar III CONGRESO ARGENTINO DE ESPELEOLOGIA Vist a de Catas Altas e Serr a do Caraa ao Fundo Serra que abriga a Grut a do Centenrio (MG-108 1) P M C a t a s A l t a s

PAGE 3

3 sbe@sbe.com.br : www .sbe.com.br SBE Notcias Comisso Editorial uma publicao eletrnica da SBE-Sociedade Brasileira de Espeleologia T el/fax. (19) 3296-5421 Contato: Marcelo A. R asteiro e Barbara E. P F R odrigues T odas as edies esto disponveis em A reproduo deste permitida, desde que citada a fonte. Antes de imprimir pense na suaresponsabilidadecom o meioambiente Apoio: Visite Campinas e conhea a Biblioteca Guy-Christian Collet Sede da SBE. Filie-se SBE S o c i e d a d e B r a s i l e i r a d e E s p e l e o l o g i a C l i q u e a q u i p a r a s a b e r c o m o s e t o r n a r s c i o d a S B E T e l ( 1 9 ) 3 2 9 6 5 4 2 1 Filiada t s N o c ia t s N o c ia R Unio Internacional de Espeleologia FEALC-Federao Espeleolgica da Amrica Latina e Caribe 19 a 26/07/2009 15 Congresso Internacional de Espeleologua UIS K err ville, T exas, EU A www .ics2009.us 17 a 20/02/2007 16 Encontro P aulista de Espeleologia (EPELEO) Apia-SP www .sbe.com.br/16epeleo.asp 07 a 10/06/2007 29 Congresso Brasileiro de Espeleologia (CBE) Ouro P reto -MG www .sbe.com.br/29cbe.asp C A M P I N A S P R I M E I R O O S Q U E M A I S P R E C I S A M P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E VENHA P ARA O MUNDO D A S CA VERNA S VENHA P ARA O MUNDO D A S CA VERNA S 29/07 a 04/08/2007 5 Congresso FEALC e 1 Congresso FEPUR Aguadilla, P or to Rico www .speleocongreso2007.org As edies i m p r e s s a s esto disponveis para consulta na Biblioteca da SBE Os arquivos eletrnicos podem ser solicitados via e-mail. Boletim NSS News N12, National Speleological Society : Dez/2006. Boletim eletrnico P aleontologia em Destaque N56, Sociedade Brasileira de P aleontologia: Out-Dez/2006. Boletim eletrnico Noti-FEALC N24, F ederacin Espeleolgica de Amrica Latina y del Caribe: Dez/2006. Boletim eletrnico Argentina Subter rnea N16, F ederacin Argentina de Espeleologia: Dez/2006. N ovas Aquisies A Sociedade Brasileira de P aleontologia (SBP), entidade colaboradora da SBE, est com um site novo e j divulga seu pr-ximo congr esso. O novo site, de fcil visualizao e cheio de informaes, sendo possivel baixar gratuitamente o Boletim Informativo P aleontologia em Destaque, alm de acompa-nhar as ltimas notcias sobr e o tema: No site tambm possvel acompanhar os eventos da SBP como o (CBP) a se r ealizar de 21 a 26 de outubr o deste ano na cidade de Bzios-RJ. O XX CBP tem o objetivo de r eunir os pr ofissionais e estudantes do Brasil e outr os pases, pr omovendo o debate, a tr oca de experincias e a apr esentao de novas iniciativas. P articipem! www .sbpbrasil.or g XX Congr esso Brasileir o de P aleontologia SITE E CONGRESSO DE PALEONTOLOGIA Morav a na cav erna, agora faz parte dela Data: 10/2006 Autor: Alexandre Jos F elizardo (SBE 1597) Gruta do Pineiro Seco (PR -47) P rojeo Horizontal: 650 m Desnvel 20 m Castro -PR Segundo F elizardo: “No apenas o exoesqueleto quando da troca, mas a aranha em si, com o seu corpo preser vado pela deposio de material tranformando -se num espeleotema”. A l e x a n d r e J o s F e l i z a r d o Man de sua f oto com n ome data e local par a: sbe@sbe .com.br


printinsert_linkshareget_appmore_horiz

Download Options

close
Choose Size
Choose file type
Cite this item close

APA

Cras ut cursus ante, a fringilla nunc. Mauris lorem nunc, cursus sit amet enim ac, vehicula vestibulum mi. Mauris viverra nisl vel enim faucibus porta. Praesent sit amet ornare diam, non finibus nulla.

MLA

Cras efficitur magna et sapien varius, luctus ullamcorper dolor convallis. Orci varius natoque penatibus et magnis dis parturient montes, nascetur ridiculus mus. Fusce sit amet justo ut erat laoreet congue sed a ante.

CHICAGO

Phasellus ornare in augue eu imperdiet. Donec malesuada sapien ante, at vehicula orci tempor molestie. Proin vitae urna elit. Pellentesque vitae nisi et diam euismod malesuada aliquet non erat.

WIKIPEDIA

Nunc fringilla dolor ut dictum placerat. Proin ac neque rutrum, consectetur ligula id, laoreet ligula. Nulla lorem massa, consectetur vitae consequat in, lobortis at dolor. Nunc sed leo odio.