Citation
SBE Notícias

Material Information

Title:
SBE Notícias
Series Title:
SBE Notícias
Alternate Title:
SBE Notícias: Boletím Eletrônico da Sociedade Brasileira de Espeleologia
Publisher:
Sociedade Brasileira de Espeleologia
Publication Date:
Language:
Portuguese

Subjects

Genre:
serial ( sobekcm )

Notes

General Note:
Bodoquena terá primeira caverna alagada aberta á visitação - Mulher fica entalada e prende 22 turistas em caverna sul-africana - Base mundial de revistas sobre carste e caverna - Caraça: patrimônio cultural e ambiental ameaçado - Sedimentos marinhos podem ser utilizados para fazer concreto - III Congresso Argentino de Espeleologia - Site e congresso de paleontologia - Foto do Leitor: Gruta do Pinheiro Seco (PR-47).
Restriction:
Open Access - Permission by Publisher
Original Version:
Vol. 2, no. 38 (2007)
General Note:
See Extended description for more information.

Record Information

Source Institution:
University of South Florida Library
Holding Location:
University of South Florida
Rights Management:
All applicable rights reserved by the source institution and holding location.
Resource Identifier:
K26-03419 ( USFLDC DOI )
k26.3419 ( USFLDC Handle )
8673 ( karstportal - original NodeID )
1809-3213 ( ISSN )

USFLDC Membership

Aggregations:
Karst Information Portal

Postcard Information

Format:
Serial

Downloads

This item has the following downloads:


Full Text
Description
Bodoquena ter
primeira caverna alagada aberta visitao Mulher fica
entalada e prende 22 turistas em caverna sul-africana Base
mundial de revistas sobre carste e caverna Caraa: patrimnio
cultural e ambiental ameaado Sedimentos marinhos podem ser
utilizados para fazer concreto III Congresso Argentino de
Espeleologia Site e congresso de paleontologia Foto do
Leitor: Gruta do Pinheiro Seco (PR-47).



PAGE 1

ISSN 1809-3213 R SBE SBE c s N o t i a c s N o t i a c s N o t i a c s N o t i a Boletm Eletrnico da Sociedade Br asileir a de Espeleologia 1 t s N o c ia t s N o c ia BODOQUENA TER PRIMEIRA CAVERNA ALAGADA ABERTA A VISITAO O P ar que Nacional da Serra da Bodoquena, sediado no municpio sul-matogr ossense de Bonito, no oeste do estado, ter a primeira caverna alagada aberta para visitao pblica em P ar ques Nacionais brasileir os. A liberao da r ea ser possvel com a concluso do plano de manejo, cuja publicao est pr evista para junho prximo. A implementao do par que uma iniciativa do Ministrio do Meio Ambiente, e sua r egularizao fundiria uma das prioridades do governo. Somente em 2006 foram efetuados pagamentos r efer entes a 5.000 ha desapr opriados, confirmando o compr omisso do governo em efetivar os pr ojetos ambientais pr evistos para a r ea. Com a publicao do plano de manejo, estar definida a utilizao das difer entes r eas do par que, seja para uso pblico ou pr eser vao, inclusive a visitao ao Buraco das Abelhas (MS-78), a primeira caverna alagada do Brasil localizada em P ar que Nacional que poder r eceber turistas. "Estamos concluindo o estudo da gua e o mapeamento geolgico, entr e outr os estudos, para definir a corr eta utilizao da caverna", explica o chefe do par que, Adlio Miranda. "A caverna pr ofunda. At agora o cabeamento j tem trs quilmetr os e ainda no terminamos". O P ar que Nacional da Serra da Bodoquena possui 76.481 hectar es, incluindo os Ano 2 N 38 1 1/01/2007 T opograf ia da caverna em agosto de 2006 A d r i a n M a r t i n o MULHER FICA ENTALADA E PRENDE 22 TURISTAS EM CAVERNA SUL-AFRICANA Uma mulher obesa ficou entalada em uma passagem chamada "Tnel do Amor", nas cavernas Cango, P r ovncia de Cabo Ocidental, frica do Sul, pr endendo 22 turistas por mais de dez horas no local. O administrador da caverna, Hein Gerstner disse que a mulher foi avisada de que poderia emperrar na passagem, mas ela insistiu mesmo assim em tentar passar O acidente aconteceu pouco aps o meio -dia de 01 de janeir o e tanto os turistas quanto a mulher no se machucaram. A operao de r esgate envolveu diversas ambulncias e um helicpter o. Segundo Gerstner o salvamento dos turistas custou 40 mil rands (cer ca de R$ 12 mil).“ Ainda no sabemos quem vai pagar a conta”, disse o administrador “ A passagem tem uma base estr eita. Ela per deu o equilbrio e ficou em uma posio par ecida com um espacato (quando as pernas ficam abertas com um ngulo de 180 graus entr e elas). No havia forma de ela conseguir empurrar seu corpo para cima”, disse Gerstner Segundo o administrador da caverna, a mulher era jovem e se manteve “mentalmente forte”, o que facilitou a operao de r esgate. Os demais turistas tambm teriam enfr entado a situao “excepcionalmente bem”, segundo ele. Um dos turistas que era diabtico pr ecisou r eceber uma dose de insulina. Duas crianas asmticas tambm r eceberam cobertor es, gua e barras de chocolate. O material foi passado aos turistas por um pequeno espao acima da mulher entalada. Nenhum equipamento de perfurao foi usado no r esgate. Com a ajuda de r oldanas e parafina lquida, ela foi r etirada da passagem da caverna s 23h20. Ela foi levada a um hospital, onde passou a noite, mesmo no tendo sofrido nenhum ferimento. “ Acr editamos que o que entra, pr ecisa sair P essoas ficam entaladas toda hora – uma das infelicidades que acontecem, parte da aventura”, disse Gerstner Ele disse que a caverna vai r ever seus critrios de admisso de turistas. Fonte: BBC Brasil 02/01/2007 Mais informaes sobr e a caverna em: www .cangocaves.co .za municpios de Bonito, Jar dim, Bodoquena e P orto Murtinho, todos no Mato Gr osso do Sul. A beleza de suas paisagens e cavernas dever alavancar ainda mais a vocao r egional para o ecoturismo, um gerador de r enda entr e as cidades prximas. A vegetao do P ar que composta por Mata Atlntica e cerrado, sendo que pesquisador es identificaram em 2005 mais de mil espcies vegetais e mais de 400 espcies de aves, algumas raras e ameaa-das de extino. Entr e as espcies vegetais, foi identificada uma pequena flor a dimer ostema annun, considerada extinta no Brasil havia 160 anos. A rica fauna conta com a pr esena da harpia, por exemplo, a maior ave de rapina do mundo, que chega a pesar 10 kg e medir at 3 m de enver gadura. Fonte: ASCOM MMA 04/01/2007 L eia mais em: SBE Notcias n34 BASE MUNDIAL DE REVISTAS SOBRE CARSTE E CAVERNA O Banco de Dados Mundial Combinado de R evistas de Carste e Cavernas sobr e Espeleognese [The Combined W orld K arst/Cave Journals Database on Speleogenesis] da Unio Internacional de Espeleolo-gia (UIS), iniciado em agosto de 2006 foi atualizado r ecentemente com o contedo dos novos nmer os de vrias r evistas. Agora so 5.623 r eferncias de 13 peridicos cientficos internacionais, alguns deles disponveis para visualizao gratuita na internet a qualquer inter essado, como a da Slovnia e o da Itlia. Consulte a base de dados em: Acta Carsologica International Journal of Speleology www .speleogenesis.info/ journals/inde x.php

PAGE 2

CARAA: PATRIMNIO CULTURAL E AMBIENTAL AMEAADO Ao p da Serra do Caraa, a Igr eja de Nossa Senhora da Conceio, iniciada em 1730 e ornada de esculturas de Aleijadinho e pinturas do Mestr e Atade, ser novamente cenrio de um ciclo de minerao. Em vez do our o que pr opor cionou a riqueza necessria para se esculpir os plpitos e as imagens, vem agora o ferr o. A 8 km do templo barr oco da cidade de Catas Altas se abrir uma cratera de 2,6 mil metr os de extenso, 1.050 metr os de lar gura e pr ofundidade mxima de 300 metr os. Nas fraldas da Serra, a nova mina do F azendo, da Companhia V ale do Rio Doce (CVRD) poder ser vista da chamada Estrada R eal, o principal mote da poltica de turismo do Estado. Sem homicdios h trs anos, dois r oubos e nenhum estupr o em 2005, os 4,5 mil habitantes de Catas Altas convivero com 2,8 mil trabalhador es que sero contratados para a instalao da nova mina. A pr esidente da ONG P ortal do Caraa, Simone F urtado de Andrade, r eclama do que considera falta de clar eza da CVRD na descrio dos impactos sociais, ambientais e sobr e a aspirao de Catas Altas de se tornar um destino turstico importante. Em r elao criminalidade, ela cita a experincia r ecente de Baro de Cocais e Santa Brbara durante o auge das obras de instalao da mina de Brucutu, da CVRD, que envolveu at 6,5 mil trabalha-dor es ao mesmo tempo. De fato, os nmer os coletados pelo Ncleo de Estudos em Segurana Pblica (Nesp) da F undao Joo P inheir o mostram um salto no nmer o de r oubos e furtos nas duas cidades em 2005, em r elao a 2004, num movimento totalmente fora do padro de outras cidades da r egio. Em Baro de Cocais, os r oubos subiram 95% em 2005 e os furtos, 44%. Embora a abrangncia da amostra seja pequena, houve trs homic-dios em 2005, nenhum em 2004 e um em 2003. Em Santa Brbara, os r oubos cr esceram 81% em 2005 e os furtos, 9%. A MINA PODE AF AST AR TURIST AS Simone Andrade diz que a expanso da mina do F azendo ameaa justamente os atributos que podem atrair mais turistas para Catas Altas, alm do patrimnio his-trico: sossego, a beleza da serra, ar pur o e gua limpa. Ela lembra que a CVRD admite no r elatrio de contr ole ambiental do pr ojeto de expanso da mina a necessidade de r ebaixar o nvel de gua superficial em 115 metr os e o lenol subterrneo em 65 metr os, justamente acima dos mananciais que abastecem a cidade. Atualmente, o complex o do F azendo pr oduz minguadas 60 mil toneladas por ano. Com a expanso, pr oduzir 17 milhes de toneladas por ano at a exausto, em 19 anos. O dir etor do Departamento de F err osos Sudeste da CVRD, Silmar Silva, diz que a empr esa dar prioridade para a contratao de mo -deobra do local. Afirma que a empr esa assume compr omisso com a garantia de abastecimento futur o de gua de Catas Altas e r essalta que a CVRD contribuiu decisivamente para or ganizar a cidade para o turismo. Fonte: Est ado de Minas 17/12/2006 Conhea Catas Altas SEDIMENTOS MARINHOS PODEM SER UTILIZADOS PARA FAZER CONCRETO fundo marinho, as autoridades de V ar optaram por pr omover a r eciclagem, conscientes da importncia de pr eser var uma faixa litornea de mais de 400 km. A experincia que ser r ealizada em Seine-sur -Mer r ecorr er ao pr ocesso de o xidao ao ar livr e do material contaminante, assim como ao uso de cido fosfrico para transformar os metais achados no fundo marinho, como o chumbo, o cdmio ou o cobr e, em inertes. A mesma experincia ser r ealizada nos prximos meses em outr os portos franceses da r egio da Br etanha (oeste). Cientistas e especialistas do Centr o Nacional de P esquisa (CNRS) e das Universidades de Caen, Marselha e P au, entr e vrias outras instituies, participam do pr ojeto. Caso v adiante, os construtor es podero obter um material alternativo para seu setor j que a inteno us-lo em diversas infra-estruturas, tanto terr estr es como martimas. Fonte: Folha Online 04/01/2007 As autoridades do departamento de V ar (sudeste da F rana) iniciaram um pr ojeto que se caracteriza pela fabricao de con-cr eto a partir de sedimentos extrados do fundo do mar O pr ojeto, explicado por vrios de seus participantes, dragar o fundo mari-nho de vrios portos da Cte D'Azur e obter lodo contaminado pela poluio causada pelo trfego martimo. Depois, os tcnicos trataro o lodo para torn-lo incuo. Com esse material, os engenheir os fabricaro um concr eto que no ter cimento, ao mesmo tempo que contribuiro para a conser vao do ambiente descontaminando os fundos martimos. P or enquanto, blocos de concr eto so mantidos ao ar livr e no porto de Seine-sur Mer e no fundo do mar com a inteno de estudar sua r esistncia em ambos meios. "O mar foi considerado durante muito tempo como uma lixeira e h de tudo nes-ses sedimentos", explicou o dir etor do porto urbano de Marselha, F rancis Cann. Em lugar de armazenar os r esduos do 2 t s N o c ia t s N o c ia O Instituto Ar gentino de Investigaes Espeleolgicas (INAE) e a F ederao Ar gentina de Espeleologia (F AdE), entidade co -irm da SBE, anunciam a r ealizao de seu ter ceir o congr esso nacional, desta vez em Mallar ge, Estado de Mendoza, no perodo de 3 a 8 de fever eir o de 2008. PRAZOS P ARA ENVIO DE TRABALHOS: a Envio de pr-inscrio e r esumos: at 30 de agosto de 2007; b Envio de trabalhos completos: at 31 de outubr o de 2007; c R ecepo de trabalhos definitivos: at 31 de dezembr o de 2007. A Comisso Or ganizadora segue trabalhando para obter convnios com hotis, r estaurantes e empr esas de turismo para conseguir facilidades em alojamento, alimentao e excurses tursticas. Mais informaes com Marta Br ojan: A prxima Cir cular com mais detalhes, est pr evista para fever eir o e o SBE Notcias seguir informando seus leitor es sobr e esse importante evento da espeleologia Latino Americana. conae3_2008@yahoo .com.ar III CONGRESO ARGENTINO DE ESPELEOLOGIA Vist a de Catas Altas e Serr a do Caraa ao Fundo Serra que abriga a Grut a do Centenrio (MG-108 1) P M C a t a s A l t a s

PAGE 3

3 sbe@sbe.com.br : www .sbe.com.br SBE Notcias Comisso Editorial uma publicao eletrnica da SBE-Sociedade Brasileira de Espeleologia T el/fax. (19) 3296-5421 Contato: Marcelo A. R asteiro e Barbara E. P F R odrigues T odas as edies esto disponveis em A reproduo deste permitida, desde que citada a fonte. Antes de imprimir pense na suaresponsabilidadecom o meioambiente Apoio: Visite Campinas e conhea a Biblioteca Guy-Christian Collet Sede da SBE. Filie-se SBE S o c i e d a d e B r a s i l e i r a d e E s p e l e o l o g i a C l i q u e a q u i p a r a s a b e r c o m o s e t o r n a r s c i o d a S B E T e l ( 1 9 ) 3 2 9 6 5 4 2 1 Filiada t s N o c ia t s N o c ia R Unio Internacional de Espeleologia FEALC-Federao Espeleolgica da Amrica Latina e Caribe 19 a 26/07/2009 15 Congresso Internacional de Espeleologua UIS K err ville, T exas, EU A www .ics2009.us 17 a 20/02/2007 16 Encontro P aulista de Espeleologia (EPELEO) Apia-SP www .sbe.com.br/16epeleo.asp 07 a 10/06/2007 29 Congresso Brasileiro de Espeleologia (CBE) Ouro P reto -MG www .sbe.com.br/29cbe.asp C A M P I N A S P R I M E I R O O S Q U E M A I S P R E C I S A M P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E VENHA P ARA O MUNDO D A S CA VERNA S VENHA P ARA O MUNDO D A S CA VERNA S 29/07 a 04/08/2007 5 Congresso FEALC e 1 Congresso FEPUR Aguadilla, P or to Rico www .speleocongreso2007.org As edies i m p r e s s a s esto disponveis para consulta na Biblioteca da SBE Os arquivos eletrnicos podem ser solicitados via e-mail. Boletim NSS News N12, National Speleological Society : Dez/2006. Boletim eletrnico P aleontologia em Destaque N56, Sociedade Brasileira de P aleontologia: Out-Dez/2006. Boletim eletrnico Noti-FEALC N24, F ederacin Espeleolgica de Amrica Latina y del Caribe: Dez/2006. Boletim eletrnico Argentina Subter rnea N16, F ederacin Argentina de Espeleologia: Dez/2006. N ovas Aquisies A Sociedade Brasileira de P aleontologia (SBP), entidade colaboradora da SBE, est com um site novo e j divulga seu pr-ximo congr esso. O novo site, de fcil visualizao e cheio de informaes, sendo possivel baixar gratuitamente o Boletim Informativo P aleontologia em Destaque, alm de acompa-nhar as ltimas notcias sobr e o tema: No site tambm possvel acompanhar os eventos da SBP como o (CBP) a se r ealizar de 21 a 26 de outubr o deste ano na cidade de Bzios-RJ. O XX CBP tem o objetivo de r eunir os pr ofissionais e estudantes do Brasil e outr os pases, pr omovendo o debate, a tr oca de experincias e a apr esentao de novas iniciativas. P articipem! www .sbpbrasil.or g XX Congr esso Brasileir o de P aleontologia SITE E CONGRESSO DE PALEONTOLOGIA Morav a na cav erna, agora faz parte dela Data: 10/2006 Autor: Alexandre Jos F elizardo (SBE 1597) Gruta do Pineiro Seco (PR -47) P rojeo Horizontal: 650 m Desnvel 20 m Castro -PR Segundo F elizardo: “No apenas o exoesqueleto quando da troca, mas a aranha em si, com o seu corpo preser vado pela deposio de material tranformando -se num espeleotema”. A l e x a n d r e J o s F e l i z a r d o Man de sua f oto com n ome data e local par a: sbe@sbe .com.br