Citation
SBE Notícias

Material Information

Title:
SBE Notícias
Series Title:
SBE Notícias
Alternate Title:
SBE Notícias: Boletím Eletrônico da Sociedade Brasileira de Espeleologia
Publisher:
Sociedade Brasileira de Espeleologia
Publication Date:
Language:
Portuguese

Subjects

Genre:
serial ( sobekcm )

Notes

General Note:
Mesas Redondas abordarão os principais temas da espeleologia nacional durante o 30 oCBE - Semana do Meio Ambiente: SBE Vai à Escola em SP e MG - Morcegos reconhecem as "vozes" uns dos outros - SBE assina nota pública contra o desmonte da legislação ambiental brasileira - Trabalho aborda os problemas trazidos pelo Decreto 6.640/2008 - Foto do Leitor: Caverna de Santana (SP-41).
Restriction:
Open Access - Permission by Publisher
Original Version:
Vol. 4, no. 125 (2009)
General Note:
See Extended description for more information.

Record Information

Source Institution:
University of South Florida Library
Holding Location:
University of South Florida
Rights Management:
All applicable rights reserved by the source institution and holding location.
Resource Identifier:
K26-03506 ( USFLDC DOI )
k26.3506 ( USFLDC Handle )
8760 ( karstportal - original NodeID )
1809-3213 ( ISSN )

USFLDC Membership

Aggregations:
Karst Information Portal

Postcard Information

Format:
Serial

Downloads

This item has the following downloads:


Full Text
Description
Mesas Redondas
abordaro os principais temas da espeleologia nacional durante
o 30
oCBE Semana do Meio Ambiente: SBE Vai Escola em
SP e MG Morcegos reconhecem as "vozes" uns dos outros SBE
assina nota pblica contra o desmonte da legislao ambiental
brasileira Trabalho aborda os problemas trazidos pelo Decreto
6.640/2008 Foto do Leitor: Caverna de Santana (SP-41).



PAGE 1

ISSN 1809-3213 R SBE SBE c s N o t i a c s N o t i a c s N o t i a c s N o t i a Boletm Eletrnico da Sociedade Br asileir a de Espeleologia 1 t s N o c ia t s N o c ia Ano 4 N 125 1 1/06/2009 MESAS REDONDAS ABORDARO OS PRINCIPAIS TEMAS DA ESPELEOLOGIA NACIONAL DURANTE O 30 CBE Garanta sua vaga Inscr eva-se j! (4 Cir cular) CONFIRA OS NOMES QUE J CONFIRMARAM PRESENA P ARA COMPOR AS MESAS REDONDAS DO 30 CBE MESA REDONDA 01: “MANEJO DE REA CRSTICAS E CA VERNAS” Essa mesa debater as vrias experincias de elaborao d e planos de manejo de cavernas ou de Unidades de Conser vao em r eas crsticas. Contar com diversos pontos de vistas de especialistas no tema. P r etende-se dessa forma criar um ambiente de tr oca de experincias e fomento pr oduo de conhecimento nesse tema atual e emer gente no Brasil. Moderador : P r of Her os A ugusto Santos L obo Doutorando em Geocincias e Meio Ambiente UNESP/Rio Clar o -SP ; Coor denador da Seo de Espeleoturismo da SBE; Coor denador de Planos de Manejo Espeleolgico Instituto Ek os Brasil. Ainda so aguar dadas as confirmaes de pr esena de r epr esentantes da Secr etaria de Estado de T urismo de Minas Gerais, F undao Flor estal de So P aulo e Instituto Ek os Brasil. MESA REDONDA 02: “DECRET O 6640/2008” A Mesa R edonda 02 ser composta por juristas de r enome no pas e estudiosos do tema que trata o Decr eto 6640/2008. Sero abor dados os pontos legais que levaram Ao Dir eta de Inconstitucionalidade do Decr eto perante o Superior T ribunal F ederal, a jurisprudncia das cavidades naturais no Brasil e critrios de r elevncia para classificao de cavernas. Moderador : Dr Mar cos P aulo de Souza Miranda Coor denador Geral da P r omotoria Estadual de Defesa do P atrimnio Cultural e T urstico de Minas Gerais. Um dos autor es da r epr esentao apr esentada ao P r ocurador Geral da R epblica sobr e a inconstitucionalidade do Decr eto 6640,. Debatedor es: F ernando Cavalcanti W alcacer O AB -RJ e PUC/Rio; Ricar do Jos Calembo Marra ICMBio/CECA V ; Dr Jos Eduar do Ramos R odrigues O AB/SP e F undao Flor estal/SP P ara compor essa Mesa, ainda so aguar dadas as pr esenas de r epr esentantes do IBAMA e do Ministrio do Meio Ambiente. MESA REDONDA 03: “P ARQUE NACIONAL CA VERNAS DO PERUAU” Essa mesa tem o objetivo de contribuir para o pr ocesso de abertura do P ARNA Cavernas do P eruau. P ara tanto sero r eunidos r epr esentantes das diversas instituies e ator es desse pr ocesso que apontaro as principais dificuldades encontradas, atingindo -se, assim, o dilogo em busca de solues. Debatedor es : Flvio Tlio Gomes ICMBio/CECA V ; Evandr o P er eira da Silva Chefe do P ARNA Cavernas do P eruau. Ainda so aguar dadas as pr esenas de outr os r epr esentantes do ICMBio; do departamento jurdico da FIA T e da P r ocuradoria da R epblica. OUTRAS A TIVIDADES Alm de assistir s Mesas R edondas, os congr essistas podem participar de mini-cursos, visitas cavernas da r egio, apr esentaes de trabalhos, workshop, concurso fotogrfico e muito mais. V enha participar do mais importante evento da espeleologia nacional. J so mais de 150 inscritos. INFORMA'ES www .sbe.com.br/30cbe.asp 30 CONGRESSO BRASILEIRO DE ESPELEOLOGIA Montes Claros, MG UNIMONTES 09 a 12 de Julho de 2009 www .sbe.com.br/30cbe.asp O r g a n i z a o : R R e a l i z a o :

PAGE 2

2 t s N o c ia t s N o c ia SEMANA DO MEIO AMBIENTE: SBE VAI A ESCOLA EM SP E MG Por Adriana Duarte Babilnicos Espeleo Clube (SBE G1 19) Atendendo a pedidos, a SBE participou das comemoraes da Semana do Meio Ambiente em So Caetano do Sul (SP) e So Thom das L etras (MG) r ealizando palestras e exposies atravs do “SBE V ai Escola”. SO CAET ANO DO SUL No dia 30 de maio, iniciando as comemoraes da semana do Meio Ambiente, o Colgio Arbos, Unidade de So Caetano do Sul-SP contou com a participao do P r esidente da SBE, Emerson Gomes P edr o, que pr oferiu a palestra “ O Ser Humano e as cavernas” no auditrio do colgio para as turmas do Ensino Mdio. A palestra abor dou os difer entes tipos de formaes r ochosas que possuem ocorrncia de cavernas e suas particularidades geolgicas com nfase as cavernas calcrias e pr osseguiu discutindo a r elao do homem com o ambiente crstico, desde os tempos da pr-histria at os dias atuais com o seu uso turstico, econmico, cientfico, r eligioso e r ecr eativo; apr esentou imagens de inscries rupestr es, objetos lticos e outr os vestgios ar queolgicos de diversas r egies da Amrica Latina comparando padres e tradies. O palestrante deu enfoque importncia das cavernas na captao de guas pluviais, discutiu a pr oblemtica e os perigos da construo de barragens e outr os empr eendimentos em r eas crsticas, a ocorrncia de espcies endmicas da fauna, r essaltando que pr eser var este patrimnio garante a qualidade de vida das futuras gera-es. O evento tambm contou com uma exposio de r plicas de artefatos lticos e uma exposio fotogrfica do acer vo histrico da SBE onde os alunos e pr ofessor es tiveram um contato mais prximo com a histria da espeleologia brasileira e seus per cussor es, Guy Collet, Michel L e Br et e P ierr e Martin, espelelogos que h 40 anos idealizaram a nossa Soci-edade Brasileira de Espeleologia. SO THOM DAS LETRAS No dia 05 de junho, comemoramos o dia mundial do Meio Ambiente, a SBE participou das festividades levando cidade de So Thom das L etras a palestra “Gesto Ambiental e Manejo Sustentvel” para os alunos do Ensino Mdio e pr ofessor es da Escola Estadual Jos Cristiano Alves, alm dos integrantes do GESTHO (Grupo Espe-leologico de So Thom das L etras). A palestra fez parte da pr ogramao de eventos pr opostos pela P r efeitura Municipal de So Thom, que aconteceram na P raa da Matriz com apr esentaes culturais, cartazes e materiais pr oduzidos com r eutilizao de garrafas PETs. SBE V AI ESCOLA O objetivo do pr ojeto divulgar a espeleologia aos estudantes de ensino funda-mental, mdio e universitrio, atravs de palestras, exposies e seminrios nas pr-prias instituies de ensino, fomentando a discusso sobr e espeleologia e meio ambiente, visando despertar o inter esse dos estudantes e esclar ecer dvidas sobr e a atividade nas mais diversas r eas como explorao, mapeamento, fotografia e bioespeleo-logia, alm de incentivar espelelogos em potencial e auxiliar na pr eser vao deste importante patrimnio. Saiba mais sobr e o pr ojeto “SBE V ai Escola” na pgina: www .sbe.com.br/vai.asp MORCEGOS RECONHECEM AS “VOZES” UNS DOS OUTROS A SBE assinou e divulgou no ltimo dia 05 de junho, dia do meio ambiente, uma nota pblica contra o desmonte da poltica ambiental brasileira. A nota que assinada pelas principais entidades ambientalistas com atuao no Brasil destaca que esta no uma ocasio para se comemorar j que os P oder es Executivo e L egislativo, sedendo s pr esses do desenvolvimento qualquer custo, vm des-montando a legislao ambiental constru-da nas ltimas dcadas com muito esforo. Dentr e as medidas na contramo da histria, foi destacado a apr ovao do Decr eto 6.640/2008 que legaliza a destruio de cavernas no Brasil. Leia a nota e faa sua parte! Alunos atentos no Colgio Arbos Sala cheia em So Thom das Letras-MG A d r i a n a D u a r t e A d r i a n a D u a r t e SBE ASSINA NOTA PBLICA CONTRA O DESMONTE DA LEGISLAO AMBIENTAL BRASILEIRA V oc seria capaz de identificar uma pessoa no meio de um grupo que grita ape-nas uma mesma slaba? Isso o que os mor cegos fazem, sendo capazes de difer enciar as ecolocalizaes ultras nicas uns dos outr os medida que usam a sua para se deslocar e caar Segundo um pela equipe do israelita Y ossi Y ovel, do Instituto de Cincia W eizmann, os mor cegosratos-grandes (Myotis myotis) tm uma r eferncia interna com que com-param as “vozes” dos outr os mor cegos. Os cientistas fizeram um teste para pr ova-lo. “Cada mor cego tinha de distinguir entr e outr os dois”, explicou Y ovel. “ T r einamos o mor cego A, fazendo o ouvir o som do mor cego B de um lado e do outr o o estudo publicado na r evista PL oS Computational Biology do mor cego C. Ele tinha de rastejar para o local de onde vinha o som corr ecto”, indicou. S nesse caso era r ecompensado com a sua comida favorita, uma minhoca. “Na segunda fase do teste, os mor cegos r ecebiam uma r ecompensa quer fossem para o lado corr eto ou no. E, ainda assim, estavam cer-tos 80% das vezes”, acr escentou. “ Os mor cegos apr endiam a ‘voz’ escutando centenas de ‘gritos’ curtos, mas eram capazes de r econhecer um indivduo com base num nico ‘grito’.” A comunica-o vocal essencial, nomeadamente em animais noctvagos, como os mor cegos. A descoberta pode explicar como se mantm em grupo quando voam a alta velocidade. Fonte: Dirio de Notcias 07/06 /2009. Estudo tenta explicar como morcegos conseguem voar em grupos D N i l l / Y Y o v e l

PAGE 3

3 sbe@sbe.com.br : www .sbe.com.br SBE Notcias Comisso Editorial uma publicao eletrnica da SBE-Sociedade Brasileira de Espeleologia T elefone/fax. (19) 3296-5421 Contato: Marcelo A. R asteiro e Delci K.Ishida T odas as edies esto disponveis em A reproduo deste permitida, desde que citada a fonte. Antes de imprimir pense na suaresponsabilidadecom o meioambiente Apoio: Visite Campinas e conhea a Biblioteca Guy-Christian Collet Sede da SBE. Filie-se SBE S o c i e d a d e B r a s i l e i r a d e E s p e l e o l o g i a C l i q u e a q u i p a r a s a b e r c o m o s e t o r n a r s c i o d a S B E T e l ( 1 9 ) 3 2 9 6 5 4 2 1 Filiada t s N o c ia t s N o c ia R Unio Internacional de Espeleologia FEALC-Federao Espeleolgica da Amrica Latina e Caribe 04 a 08/08/2010 6 Congresso de Espeleologia da Amrica Latina e Caribe Matanzas, Cuba www .fealc.org/eventos.htm C A M P I N A S P R I M E I R O O S Q U E M A I S P R E C I S A M P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E VENHA P ARA O MUNDO D A S CA VERNA S VENHA P ARA O MUNDO D A S CA VERNA S Man de sua f oto com n ome data e local par a: sbe@sbe .com.br N ovas Aquisies Boletim Speleofrum V ol.28, Czech Speleological Society : 2009. Boletim NSS News N5, National Speleological Society : Mai/2009. Boletim eletrnico El Explordor N61, GEDA / Sociedad Espeleolo gica de Cuba: Mai/2009. Brasil. Agencia Nacional de guas R elatrio de atividades: e x erccio 2008. Braslia: ANA, 2008. As edies impressas esto disponveis para consulta na Biblioteca da SBE. Os arquivos eletrnicos podem ser solicitados via e-mail. 09 a 12/07/2009 30 CBE Congresso Brasileiro de Espeleologia Montes Claros-MG www .sbe.com.br/30cbe.asp 19 a 26/07/2009 15 ICS Congresso Internacional de Espeleologia K err ville, T exas USA www .ics2009.us A ps-graduanda da Universidade Estadual do Rio de Janeir o (UERJ), Mariana Miranda Maia L opes, apr esentou um trabalho sobr e os pr oblemas trazidos pelo Decr eto 6.640/2008 no 13 Congr esso Internacional de Dir eito Ambiental que acaba de ser r ealizado na cidade de So P aulo. No Mariana L opes analisa as alteraes trazidas pelo Decr eto de 2008, levando em considerao algumas normas pr otetivas, a Constituio F ederal e os princpios que norteiam o tema. A concluso do trabalho de que o Decr eto no segue os pr eceitos e princpios Constitucionais. A autora ainda pr ope que o Decr eto F ederal n99.556 de 1990, modificado pelo Decr eto 6.640/2008, r etorne ao seu texto anterior evitando assim um significativo r etr ocesso scioambiental. artigo “ A pr oteo das cavidades naturais subterrneas e os pr oblemas trazidos pelo Decr eto 6.640/ 08” publicado nos Anais do Congr esso T em coisas que o dinheiro no compra!!! Data: 02/2001 Autor: R ogrio Henr y B. Magalhes (SBE 1064) TRUPE (SBE G083) Caverna de Santana (SP -41) P roj. Horiz.: 5.040 m. Desnvel: 61 m.P arque Estadual T urstico do Alto Ribeira (PET AR) Iporanga-SP Na foto Delci Ishida (SBE 0842) sobe o pri-meiro lance de cordas para ir ao Salo T aqueupa, um privilgio para quem tanto contribuiu com a espeleologia. Devido a sua fragilidade, o acesso esta par te da caverna extremamente restrito TRABALHO ABORDA OS PROBLEMAS TRAZIDOS PELO DECRETO 6.640/2008 R o g r i o H e n r y B M a g a l h e s