Citation
SBE Notícias

Material Information

Title:
SBE Notícias
Series Title:
SBE Notícias
Alternate Title:
SBE Notícias: Boletím Eletrônico da Sociedade Brasileira de Espeleologia
Publisher:
Sociedade Brasileira de Espeleologia
Publication Date:
Language:
Portuguese

Subjects

Genre:
serial ( sobekcm )

Notes

General Note:
SBE lança mais um número da revista científica Espeleo-Tema - Palestra: Carste em rochas não carbonáticas - Governo paralisa obra sobre o carste de São Desidério - Rodovia na Serra da Bodoquena é pavimentada - Cordas Polaris (informe publicaitário) - Inscrições no SpeleoMovie Web Festival terminam dia 30 de outubro - National Geographic realiza concurso fotográfico - Presidente da França visita Lascaux - Rio desaparece durante a noite na Eslovênia - Uso de água subterrânea dobrou em 40 anos - Foto do Leitor: Gruta do Catão (BA).
Restriction:
Open Access - Permission by Publisher
Original Version:
Vol. 5, no. 168 (2010)
General Note:
See Extended description for more information.

Record Information

Source Institution:
University of South Florida Library
Holding Location:
University of South Florida
Rights Management:
All applicable rights reserved by the source institution and holding location.
Resource Identifier:
K26-03549 ( USFLDC DOI )
k26.3549 ( USFLDC Handle )
8803 ( karstportal - original NodeID )
1809-3213 ( ISSN )

USFLDC Membership

Aggregations:
Karst Information Portal

Postcard Information

Format:
Serial

Downloads

This item has the following downloads:


Full Text
Description
SBE lana mais um
nmero da revista cientfica Espeleo-Tema Palestra: Carste em
rochas no carbonticas Governo paralisa obra sobre o carste
de So Desidrio Rodovia na Serra da Bodoquena pavimentada
- Cordas Polaris (informe publicaitrio) Inscries no
SpeleoMovie Web Festival terminam dia 30 de outubro National
Geographic realiza concurso fotogrfico Presidente da Frana
visita Lascaux Rio desaparece durante a noite na Eslovnia -
Uso de gua subterrnea dobrou em 40 anos Foto do Leitor:
Gruta do Cato (BA).



PAGE 1

SBE SBE ISSN 1809-3213 R SBE SBE c s N o t i a c s N o t i a c s N o t i a c s N o t i a Boletm Eletrnico da Sociedade Br asileir a de Espeleologia 1 t s N o c ia t s N o c ia Ano 5 N 168 01/10/2010 Por Heros A. S. Lobo (SBE 1347) Editor Chefe da T urismo e Paisagens Crsticas A SBE acaba de lanar o volume 21 do Espeleo T ema, r evista cientfica brasileira dedicada ao estudo de cavernas e carste. Nesta edio a seo de artigos origi-nais nos traz boas surpr esas. No primeir o deles, no eix o temtico Carste em Litologias No Carbonticas, Henrique Simo P ontes, Heder L eandr o R ocha, Las L uana Massuqueto, Mrio Sr gio de Melo, Gilson Burigo Guima-res e Mario Cezar L opes apr esentam um estudo sobr e alteraes r ecentes no curso do rio Quebra-P edra, em P onta Gr ossa-PR r elatando mudanas na dinmica hidr ogeolgica local e suas consequncias em superfcie e para uma das cavernas da r egio. O eix o temtico P r ospeco e Mapeamento apr esenta dois trabalhos. No primeir o deles, Soraya A yub e F ranco Gherlizza, da Akak or Geographical Exploring (SBE G116), apr esentam os r esultados de sua expedio Jurassic Cave, r ealizada na Bolvia em 2009. O artigo r ene descries e fotos das atividades r ealizadas em 21 dias de trabalho, com a descoberta de vinte novas cavernas. No segundo trabalho, Matusalm Silva Santana, F ernando Andrade Silva e Carlos Eduar do Silva, do Instituto Socioambiental r vor e, expem um inventrio das paisagens crsticas do municpio de P aripiranga, na Bahia. Os autor es elencam 13 cavidades naturais, expondo um potencial ainda pouco conhecido da comunidade espeleo-lgica nacional. A seo R elatos de Experincias estr eia neste nmer o, com o artigo do ar gentino Carlos Benedetto, que r eporta o lanamento de um pr ograma pr ovincial de espeleologia, com o intuito de conferir espeleologia ar gentina “um sentido social com embasamento cientfico e sustentvel”. SBE LANA MAIS UM NMERO DA REVISTA CIENTFICA ESPELEO-TEMA Outra estr eia deste nmer o a seo Opinio, com trs artigos abor dando, sob difer entes enfoques, as r ecentes mudanas nas polticas pblicas brasileiras sobr e o patrimnio espeleolgico. No primeir o deles, L uiz Afonso V az de F igueir edo, Mar celo A ugusto Rasteir o e P avel Carrijo R odrigues, apr esentam um histrico que culmina no Decr eto 6640/2008, bem como, a r eao da sociedade civil e da comunidade espeleolgica. Em seguida, a geloga Mylne Berbert-Born apr esenta pr ofunda anlise tcnica da Instru-o Normativa MMA n 2/2009, demonstrando que na maioria dos casos prticos ser impossvel aplic-la, tendo em vista inconsistncias tcnicas e cientficas signi-ficativas. A seo finaliza com o artigo das pr ofessoras Eleonora T rajano e Maria Elina Bichuette, que fazem uma anlise detalha-da do mesmo diploma pblico, sob o vis das biocincias, esclar ecendo sobr e a impossibilidade de funcionamento dos estudos espeleobiolgicos em anlises de r elevncia de cavernas, da forma como pr oposto. Cabe r essaltar que foi este artigo o motivador da estr eia desta seo, a qual, ao que se espera, seja mantida nas prxi-mas edies como espao aberto para a “voz” da espeleologia brasileira. Este nmer o se encerra com o r esumo da tese de doutorado de um de nossos Editor es, L uiz Eduar do P anisset T ravassos, defendida r ecentemente na PUC -MG. Dividimos com o colega a alegria por mais esta etapa, que alm de cor oar seus esforos, fortalece o Espeleo T ema e a espeleologia nacional. Desejamos a todos uma excelente leitura e esperamos que a comunidade espeleolgica assuma, cada vez mais, o Espeleo T ema como seu canal de divulgao e comunicao cientfica. www .sbe.com.br/espeleo -tema.asp Clique p ara acessar a revist a Dia 16 de Outubr o (sbado) a SBE r ealizar em sua sede o “43 SBE de P ortas Abertas” com a P alestra: Carste em r ochas no carbonticas ministrada por Rubens Har dt (SBE 0495) doutorando em geomorfologia do carste pela UNESP de Rio Clar o em co -tutela com a Universit de R ouen. A palestra abor dar a evoluo do conceito de carste e sua aplicabilidade ou no a ocorrncias em r ochas silicosas, uma vez que a mudana de conceitos pelo qual a cincia do carste vem passan-do, torna confuso e inapr opriado falar -se em pseudo -carste. H casos em que o termo carste aplicvel em r ochas no carbonticas, mas em outr os no. Somente o estudo de uma determinada r ea pode ou no indicar tratar -se de carste. A palestra concluir com exemplos de cars-te em r ochas silicosas. L ocal: P ar que T aquaral P orto 2 Campinas SPData: 16/10/2010 (Sbado)Horrio: 09 horasEntrada: gratuita Saiba mais sobr e o pr ojeto em: Sede da SBE www .sbe.com.br/aberta.asp PALESTRA: CARSTE EM ROCHAS NO CARBONTICAS Serra dos Cocais V alinhos SP M a r c e l o R a s t e i r o

PAGE 2

2 t s N o c ia t s N o c ia "T odas as confirmaes so de que os impactos so causados pelas obras da BR", disse o chefe do Cecav (Centr o Nacional de Estudo, P r oteo e Manejo de Cavernas) do Instituto Chico Mendes, Jocy Cruz. Segundo Cruz, os impactos esto ocorr endo no tr echo da estrada que teve licena de instalao concedida pelo Ibama neste ano. O Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de T ransportes), r esponsvel pela obra, informou ontem F olha que a paralisao foi feita "por pr ecauo", at uma nova visita de tcnicos do Ibama ao local, pr ogramada para esta sexta-feira. O Dnit afirmou, porm, que dados do estudo geofsico da obra "no apontaram nenhum perigo". A caverna considerada de r elevncia mxima por abrigar o lago subterrneo do Cruzeir o, de 13.860 m2. Ela integra o sistema de Joo R odrigues, no carste (formao de r ocha calcria com cavernas) de So Desidrio. O sistema contm cer ca de 30 grutas importantes. EMPURRA-EMPURRA A vistoria do Cecav no esclar ece se o Ibama sabia da existncia das cavernas no tr echo licenciado. A F olha solicitou ao GOVERNO PARALISA OBRA SOBRE O CARSTE DE SO DESIDRIO O governo paralisou a pavimentao de uma estrada na Bahia que atr opelou a caverna onde est o maior lago subterrneo do Brasil. A deciso ocorr eu aps a denuncia de que a BR -135, uma obra do P A C, estava destruindo o chamado Buraco do Inferno e outras cavernas do municpio de So Desidrio, sudoeste baiano. A denncia foi feita pelo espelelogo Alexandr e L obo (vide ) e motivou uma vistoria do Instituto Chico Mendes ao local. Os tcnicos do instituto pr esenciaram a queda de blocos de r ocha do teto da caverna, um deles do tamanho de uma geladeira. SBE Notcias n165 p.3 RODOVIA NA SERRA DA BODOQUENA PAVIMENTADA A pavimentao da r odovia MS-178, que liga os municpios de Bonito e Bodo-quena, que est sendo executado pelo Governo do Estado do Mato Gr osso do Sul, vai fortalecer o turismo das cidades que integram a Serra da Bodoquena. “F inalmente vamos concr etizar o asfalto desta r odovia, que o grande sonho da populao bodoquenense. Este municpio tem tantas belezas naturais quanto Bonito, e um dos meus x ods. Ento vamos comear desde agora a formar um r oteir o turstico que faa a ligao mais curta de Bonito com o P antanal, contemplando Bodoquena”, afirma o governador Andr P uccinelli. Bodoquena possui cer ca de 8 mil habitantes e sua matriz econmica a atividade agr opecuria, mas com a pavimentao dos 69,5 km at Bonito isso deve mudar A r egio conta com um dos maior es potenciais tursticos do Estado, com rios de guas cristalinas, cavernas, rico em fauna e flora, alm de estar situada prximo de r eser vas indgenas Fonte: A Crtica 08/09/2010 Ibama acesso ao estudo de impacto ambiental da obra, documento pblico. A assessora de impr ensa do r go, Sandra Sato, afirmou que a pessoa que poderia autorizar o acesso estava "numa r eunio no ministrio". Sugeriu r eportagem que obtivesse o documento junto ao Dnit. A assessoria do Dnit, por sua vez, afirmou no possuir nem o estudo de impacto, nem a licena de instalao do tr echo, nem o levantamento geofsico que indicaria a "ausncia de risco". E pediu r eportagem que pr ocurasse o Ibama Fonte: Folha 23/09/2010 CER TIFICAO INTERNACIONAL A Corda POLARIS a nica corda semi-esttica no Brasil a ter todos os itens de performance testados e cer-tificados por uma Sociedade Certifi-cadora Internacional, o ABS Consulting. Inovao e Exclusividade tambm so constatadas na embalagem do produto CARRETIS e no Manual de Conservao e Cuidados que acompa-nha cada Carretel da Corda POLARIS. CSL V endas T (24) 2248 0298 vendas@cslmarinharia.com.br Exclusividade CSL no Brasil Desconto especial de 15% para os leitores do SBE Notcias www .csl.com.br A CSL Cordoaria So Leopoldo, aps mais de 2 anos de pesquisas e exaustivos ensaios de laboratrio e de campo, apresenta ao mercado brasileiro sua nova linha de cordas semi-estticas POLARIS. Fabricadas rigorosamente dentro dos padres da norma europia EN-1891, a nova corda atendeu a todos os seus parmetros de desempenho. POLARIS A nova corda semi-esttica do Br asil Informe Publicitrio Maquinrio pesado abrindo caminho Aterrando tudo no caminho J u s s y d e S o u z a J u s s y d e S o u z a

PAGE 3

3 t s N o c ia t s N o c ia www .napoliunder gr ound.or g INSCRI'ES NO SPELEOMOVIE WEB FESTIVAL TERMINAM DIA 30 DE OUTUBRO O 1 International SpeleoMovie W eb F estival r ecebe vdeos at o dia 30 de outubr o. At o momento so sete vdeos inscritos, mas nenhum do Brasil. O festival or ganizado pela Napoli Under gr oud (Nug), entidade italiana colaboradora da SBE, e o julgamento ser feito pelos expectador es em novembr o. As r egras para envio de vdeos foram divulgadas no SBE Notcias n149 e os detalhes esto disponveis no site da Nug. A humanidade se tornou uma usuria to sedenta das guas sub-terrneas do planeta que essa explorao pode ser r esponsvel por um quarto do aumento anual do nvel dos oceanos. Nele, uma equipe liderada por Mar c Bierk ens, da Universidade de Utr echt (Holanda), traa um mapa no muito animador do estado das r eser vas subterrneas mundo afora. Usando estatsticas e simulaes de computador sobr e a entrada e sada de gua dos lenis fr eticos, Bierk ens e companhia estimam que a explorao de gua doce subterrnea mais do que dobr ou dos anos 1960 para c, passando de 126 km3 para 283 km3 por ano, em mdia. O dado vem de um artigo aceito para publicao na r evista cientfica "Geophysical R esear ch L etters" A questo, lembram os pesquisador es, que ainda no d para saber o pr eo exato da brincadeira, por que ningum tem dados pr ecisos sobr e a quantidade de gua subterrnea no mundo. Mas, a esse ritmo, se tais r eser vas fossem equivalentes aos clebr es Grandes Lagos dos EU A e Canad, essa fonte de gua se esgotaria em 80 anos. Fonte: Folha 27/09/2010 USO DE GUA SUBTERRNEA DOBROU EM 40 ANOS RIO DESAPARECE DURANTE A NOITE NA ESLOVNIA Na noite do dia 21, morador es das cidades eslovenas de Iska V as e Strahomer escutaram um grande barulho, muito seme-lhante ao de um terr emoto, mas no houve tr emor Quando as pessoas saram de suas casas com medo de que elas desmor onassem, elas per ceberam que 2 quilmetr os do rio Iska haviam desapar ecido completamente. A explicao oficial do governo da Eslovnia sobr e o assunto foi a de que a gua do rio tomou um flux o difer ente em uma cmara subterrnea. Fonte: 24UR 23/09/2010 Clique p ara assistir a report agem 2 4 U R NATIONAL GEOGRAPHIC REALIZA CONCURSO FOTOGRFICO A r evista National Geographic est r ealizando um Concurso Internacional de F otografia. Os vencedor es ganharo 10 mil dlar es e tero as fotos publicadas pela r evista Qualquer pessoa pode participar concorr endo em trs categorias: pessoas, lugar es e natur eza. O participante paga uma taxa de 15 dlar es por foto O prazo de inscrio comeou dia 16 de setembr o e termina em 30 de novembr o. Os vencedor es sero anunciados em Dezembr o. As fotos vencedoras nos concursos anterior es, bem como as informaes necessrias para inscrio esto dispon-veis no site da r evista, sendo necessrio fazer um r egistr o para acessar algumas informaes. V eja mais detalhes em: www .ngphotocontest.com PRESIDENTE DA FRANA VISITA LASCAUX O pr esidente da F rana, Nicolas Sark ozy visitou dia 12 de setembr o a caverna de Lascaux, localizada no sudoeste do pas. O stio ar queolgico possui pinturas pr-histricas e comemora seu 70 aniversrio de descobrimento. O acesso ao pblico para a caverna foi encerrado em 1963 para evitar sua deteriorao. Um centr o para os visitantes foi construdo do lado de fora da caverna, com rplicas das pinturas, r ecebe cer ca de 300 mil turistas por ano Fonte: R7 12/09/2010 A F P / W o j a z e r P h i l i p p e L o presidente mostra apreo pelas cavernas

PAGE 4

4 sbe@sbe.com.br : www .sbe.com.br SBE Notcias Comisso Editorial uma publicao eletrnica da SBE-Sociedade Brasileira de Espeleologia T elefone/fax. (19) 3296-5421 Contato: Marcelo A. R asteiro e Delci K.Ishida T odas as edies esto disponveis em A reproduo deste permitida, desde que citada a fonte. Antes de imprimir pense na suaresponsabilidadecom o meioambiente Apoio: V i s i t e C a m p i n a s e c o n h e a a B i b l i o t e c a G u y C h r i s t i a n C o l l e t S e d e d a S B E Filie-se SBE S o c i e d a d e B r a s i l e i r a d e E s p e l e o l o g i a C l i q u e a q u i p a r a s a b e r c o m o s e t o r n a r s c i o d a S B E T e l ( 1 9 ) 3 2 9 6 5 4 2 1 Filiada t s N o c ia t s N o c ia R Unio Internacional de Espeleologia FEALC-Federao Espeleolgica da Amrica Latina e Caribe C A M P I N A S P R I M E I R O O S Q U E M A I S P R E C I S A M P R E F E I T U R A M U N I C I P A L D E VENHA P ARA O MUNDO DAS CA VERNAS VENHA P ARA O MUNDO DAS CA VERNAS Cav erna tem uv ala? Data: 01/2010 Autor: Nelcio F aria de Sales Gruta do Cato (BA) Desenvolvimento estimado 250m So Desidrio BA A caverna um dos atrativos tursticos do carste de So Desidrio Man de sua f oto com n ome data e local par a: sbe@sbe .com.br As edies i m p r e s s a s esto disponveis para consulta na Biblioteca da SBE Os arquivos eletrnicos podem ser solicitados via e-mail. N ovas Aquisies Boletim Mundos Subterrneosy Ns 6, 7, 10, 11-12, 14-15, 16, 17 e 20, Unin Mexicana de Agru paciones Espeleolgicas: 1995 2009. Anais VI CEALC FEALC/SEC: Cuba: 2010. Boletim eletrnico El Explorador N77, GEDA / Sociedad Espeleolo gica de Cuba: Set/2010. Boletim eletrnico Informativo da Sociedade paraibana de Arqueolo gia N51, SP A: Ago/2010. 21 a 24/07/201 1 31 CBE Congresso Brasileiro de Espeleologia UEPG Pont a Grossa PR www .sbe.com.br/31cbe.asp 09 a 12/10/2010 Curso: Fotografia na natureza e espeleofotografia PET AR Iporanga SP www .sbe.com.br/cursos.asp Gostou do SBE Notcias? Ento junte-se a ns Coloque sua mar ca aqui O boletim enviado a mais de 5.000 contatos no Brasil e exterior um pblico seleto que vai pr estigiar sua mar ca. Informaes: (19) 3296-5421 ou sbe@sbe.com.br I n f o r m e P u b l i c i t r i o 16/10/2010 Palestra: Carste em Rochas no carbonticas Sede da SBE Campinas SP www .sbe.com.br/abert a.asp N e l c i o F a r i a d e S a l e s